O SOL BRILHA NO CÉU E VOCÊ NA TERRA (apesar da poluição) – parte 1

Esta é a continuação do artigo anterior, a pedidos.  Aliás, estou preparando um interessante acréscimo nas interpretações da Astrologia para o séc. 21. Exporei no Simpósio. Então, vamos lá:

O Sol tem alguns assessores: Mercurio, além de porta voz e coringa solar, colhe informações para o Sol. Neste caso, é super-importante para as colheitas. E negociações. Marte é o executivo (ou executor) solar. Limpa o terreno e faz acontecer, conforme seus aspectos. Qualquer planeta que se relacione com Ares, contagia-se com aquela energia.

Saturno busca a permanência no mercado e no sistema ao qual deseja pertencer e ser reconhecido. Mas precisa da gasolina de Marte e dos subsídios de Mercurio. Saturno diz: Burrice é repetir erros e paciência é uma arma indispensável. Deus só é Deus porque tem tempo e determinação.

Jupiter e seu par Saturno são planeas sociais et pour cause, hipócritas. Por necessidade de sobrevivência no tal sistema. A hipocrisia é uma causa de  grandes males, mas tudo tem sua polaridade. Sem ela, estaríamos todos mortos e relegados. A começar pela família, passando pelos vizinhos e patrões. V. sorri quando queria chorar ou brigar, concede quando  preferia negar. Até o seu limite, que, conforme as pessoas, pode ser bem elástico.

Netuno é um sábio: sabe que iludir é um privilégio dos deuses e que enganar bem, faz o mundo ficar melhor. O grande heroi Uh-lisses ganhava todas as batalhas, iludindo  a todos. O Pai da Propaganda.Que seríamos de nós sem ela? Uh-lisses era flexível, usava mil máscaras, afastando-se, constantemente de si. Quem é vasto, tem várias personas. Netuno é um cortesão, encanta,seduz,dissimula, trai, com as aguas das praias. E, assim, consegue seu poder. ele é o grande concorrente de Jupiter, seu irmão nem sempre tão dileto.Manipula fazendo-se de vítima, falando pungentemente de suas proprias fraquez\as. Ora, não se engane:os verdadeiros fracos, JAMAIS falam de suas fraquezas. Seria entregar o ouro ao bandido. Quem fala de suas fraquezas, é porque sabe dominá-las.

Netuno diz que trata todo mundo igual, o que, na verdade, seria uma tremenda injustiça – pois estaria desconhecendo as diferenças, misturando alhos com bugalhos, como dizia meu professor de Matemática. Como se v. falasse chines com todo mundo, esperando ser entendido por todos. Além de fazer um risoto de competentes com incompetentes. Claro, claro, todos têm qualidades. Mas cada qual com seu cada qual. Bem, mas Netuno é cheio de táticas e sabe tratar muy bien de seus interesses.

Nenhum planeta social ou transpessoal dá ponto sem nó.

Voltando a Saturno. Ele sabe que a vida é curta e que logo suas energias diminuirão. Vaidaí, que não desperdiça tempo.Exímio jogador social:conhece as motivações e comportamento das pessoas.E observa com neutralidade e sem intenções. Quem tem intenções perde a neutralidade e deixa-se levar. E O Velho só age quando vale a pena. E se quiser pagar o preço.

Nietsche dizia:
– O valor de uma coisa não é conseguir a coisa, mas quanto isso lhe custou em diferentes níveis. Nietsche é o cara.

Saturno também sabe que a franqueza total acaba ofendendo e, aí, os outros vão querer revidar. sabe se livrar do perigo tratando de conhecer o passado e o futuro, ao mesmo tempo. Adora fazer previsões para ficar mais alerta. E quando conhece o passado, trata de esquece-lo e não guardar máguas. Mágua tira energia. Diz, do alto da montanha:

– Se v. não domina suas emoções, isso vai lhe custar muito caro. E,se não se conhecr bem, perderá o controle da situação.

Saturno quer ter controle. Plutão quer ter poder. Uma boa diferença.
Plutão observa os pontos fracos das pesoas, como por exemplo:
. suas necessidades da infância
. suas reações imaturas
. seus hábitos e condicionamentos
. seu vazio existencial
. a insegurança e ansiedade de quem quer ser aceito e reconhecido
. as infelicidades pessoais

Então, Plutão descobre o ponto vulnerável e trata de preencher essa fraqueza do outro, ganhando poder sobre ele. Fraquezas dão insegurança. E se v., ainda por cima,tiver medo delas, aí, meu bem, está fritíssimo. Aprisionado. Também, quem tem poder de dar o que o outro precisa, torna-se irresistivel. Ou corrupto.

Bem, por hoje chega. V. deve estar pensando: que cara de pau! Ora, é a realidade. E se v. quer se tornar anjo, precisa lidar com as trevas. É a política terrestre e celeste.

Até o final do ano. Ou início, com a mensagem – auspiciosa ou não – de 2010.

That is it. A wonderful world. Gracias a la vida.

Anna Maria Costa Ribeiro, outubro de 2009.