PARADOXOS

Eu mesma sou um paradoxo (prdx): a Virgem certinha e o Aquario erradinho. Sem contradições não há complementações. A vida é um prdx, já q contem a mooorte e o prooogresso. O seu mapa natal astrológico (MN) mostra o constante progresso do MC e a constante renuncia do FC. Ou a esperança pessoal do ASC enfrentando o poder da concorrência e desafios  do DESC.

Prdx traz crescimento e desenvolvimento.  Prdx é  um número par junto com um impar, cujas metas e atributos são bem diferentes: o 5 é livre e irreverente,transgressor, o 6 é convencional,familiar,devotado,ajudante.
Prdx tbém são os signos sequenciais, always conflitantes:se v tem Sol e Lua em Cancer e Leão, seu tema,seu odum é some e aparece. A questão é saber a conveniência do momento. se tem Sagitário e Escorpião, eis uma verborreia e uma mudez. Tbem tem seus momentos adequados.Aliás essa é uma dupla de ter vivido na Inquisiçao em VP… Signos em quadruplicidade, outro prdx: Gemeos o advogado em proveito próprio, Peixes o salvador dos fracos e oprimidos. E por aí vai, como uma androginia, em que Masculino (M) e Feminino(F) estão junto dentro de nós – como o máximo do auto-preenchimento, o próprio Cosmos interior. Ou a bipolaridade da euforia e depressão – ahliás um provável resultado de um stress familiar, uma divisão interna de escolhas, papi ou mami.

Prdx estimula a inteligência, ahpesar das crises existenciais, caso hajam culpas e quetais. Como se sabe, Platão já dizia:nas crises chamem os loucos, são deles as inspirações.

Escorpião,soi même, é um prdx: anjo e demonio como xipófagos.
Se v tem um prdx no seu MN isso significa q v.tem: a OBRIGAÇÃO de desenvolver sua inteligência para SOLUCIONAR os dilemas. Pois não há tranquilidade de vida JAMAIS, mas há expansão de consciência (nem q seja na marra), evolução, paranormalidade(PES) q lhe  estimula a ser mais atento, há evolução e perda da inocência. Ou ansiedade, histeria,estilhaços.

Claro,prdx é resultado de destinos especiais dos seus antepassados(ex:imigrantes de guerras,pobreza,etc e ao mesmo tempo, a nostalgia da terra mater ou do que poderia ter sido).

conhecer o passado é conhecer o futuro,pois não há amanhã sem ontem.

Eis um prdx crítico:
Venus quer ser aceita por pessoas estranhas, Lua  quer ser inclída num círculo íntimo. E aí?Vai com os outros lá fora ou fica com sua tribo?
Vai e fica.Tem q unir as 2 situações, pois se tentar escolher uma vai sofrer e-ter-na-men-te.são 2 sortes/caminhos. Viver ambos SEM sentimentos de culpa para não tropeçar em depressões e ficar engessado.

Outro prdx crítico:
Sol, o marido, companheiro jurídico e visível, Marte,  the lover,q sendo  fogo, tbvem  se sente inquieto com a  não visibilidade.. Eis um sofrimento se v.achar q tem q escolher. Os astros do MN deram-lhe uma dica (eles não se preocupam com convenções sociais): administre a situação, não é para escolher. Sabiamente, no sec 21 já foi decretada a união poliafetiva.

espantou-se?

Tudo depende da necessidade de cada um.Necessidade é aquilo q lhe fascina e lhe prende, já sabiam os gregos..Ela mantem a vida.Só o morto não tem necessidades. Sua alma encarnou por necessidade.Pode ser q as suas necessidades sejam prdx, e acima de tudo, criativas,desafiadoras,empolgantes.

Prdx é uma infidelidade, claro. Há dilemas e carências q exigem complementações,avanços,preenchimentos.
A Humanidade é naturalmente infiel, pois caminha da 3a. Dimensão p a 4a.D. Ela NÃO fica em uma coisa, ela VAI para outra coisa. E nós com ela.Nenhum de nós ficará, mas c ertamente irá.

Aprenda a articular seu prdx:sabendo moldar algo,conforme seus valores e interesses. E daí, criar alguma coisa q valha a pena(pois a alma não é pequena;;;)

Qualquer coisa q lhe for indispensável vai durar,permanecer. Seja boa ou ruim. portanto, sentir FALTA de algo é um enorme e doloroso PODER. Que, ao dar tremenda insatisfação, empurra-lhe:
a)positivamente -correndo atrás daquilo e acelerando a sua vida.Tudo vai mais rápido, v. se sente VIVO
b)negativamente- atrasa sua vida,sabota a alma.

Portanto, a Falta pode curar ou matar.
A decisão é sua.

Obs.: este foi o resumo da palestra no Sim pósio de Astrologia em 2012

Janeiro/2013

Anna Maria Costa Ribeiro