Vikinga: capítulos 1 a 20

CAPÍTULO 1

Outra novela. Para quem gosta de.

Capitulo 1

Tem um carinha q já ouviram falar.
O Loki.

Loki é como o Mercúrio ou Exu, entre os nórdicos.

Ele tem seu diário, sua biografia autorizada. Lokabrenna.

Filho do Fogo.

Contar historias aumentando ou diminuindo o q lhe convém é uma de suas especialidades.
Cada um puxa brasa para seu churrasco.

Mas Odin é outro que sabe enrolar bem , contando suas historias.
Afinal ele, além de ser O Supremo, O General, também é O Mestre Contador de Historias. O Guardião das Runas.
Ele tem licença poética
.
Com versão diferente de Loki.
Claro. Claríssimo.

A Loki não lhe dão licença poética.
Então ele apropria-se.
Loki acha- se um incompreendido,
pois ele é um portador da luz q a turma não percebe.
Então, um dia, perdeu a paciência e….

Bem
Não vou contar o final da história, mesmo q v já saiba , por ter lido alhures.

Loki
Conta que:

. Somos resultado do Fogo e do Gelo
Do Caos e da Ordem
Da Luz e da Escuridão.
Do incontrolável e do Imóvel

. E eu, Loki,
Se sou filho do Fogo
Sou o Caos, a Luz , o Incontrolável.
Ponto.

. Disso ai Caos e Ordem
Surgiu o gigante Ymir
Mas vamos adiante.

A Humanidade saiu daí e duma senhora Audhumbla, que era uma vaca importantíssima, como um dia foi outra, chamada Hathor.

O primeiro ser
Disse Ser, não disse Homem.
Foi um tal de Buri.
Começaram os problemas.
Porque os filhos de
Ymir e Buri
Odiavam-se
Como Caim e Abel
E outros que se vê por aí todo dia.
Ainda hoje vi mais de uma dúzia no FB

Seguindo:
Etc. e tal

O filho de Buri era Bor.
Foi o pai de
Odin
Na verdade Odin- Vili-Ve
3 em 1.
Supremo.
Mas o Supremo veio bem depois.
O 3 em 1 matou Ymir, seu bisavô.

De Ymir se desmanchando apareceu a Terra.
Que nos mitos nórdicos chamava-se
Midgard.
Ou Reino do Meio.
V tem que acreditar.
Ninguém estava lá p confirmar. Só Odin- Vili-Ve.

Odin
O Rei das Historias
Tornou-se o Rei dos Deuses.

As historias e aa religiões perpetuam-se através de bardos, poetas, skalds, escritores, cantores e quetais.
Para isso estou eu aqui também.

Palavras influem , muitas vezes, mais do que Ações.

Por isso estou escrevendo.
E Loki diz:

O mundo foi criado e é mantido pela
Mudança
Sem mudança nada sobrevive.
Nem pessoas, nem coisas, nem sociedades.
Nem sei lá o que.

A cada passagem de Urano/ Netuno/ Plutão pelos signos
As coisas mudam.
E quem não muda também acaba.
Se v não quer se acabar, mude-se.

Estou aqui pensando se já não comecei a escrever essa novela de Loki num outro dia.
Bem.
Não foi igual a essa , ainda q fosse a mesma coisa .
Mas a mesma coisa nunca é igual.
Tanta coisa já aconteceu nesse meio tempo…

Ia dizer que
Haviam alguns outros mundos.
Numa árvore chamada
Yggdrasil.
Ou Arvore do Mundo.

Os mundos são criados para fazerem isso e aquilo , até que se acabam.
Para muita gente acontece um
Ragnarok
Volta e meia .
Recentemente aconteceu.

Sempre foi assim:
Começa com grande entusiasmo e esperança, para depois: puft.
Odin sabia que seria assim.
Loki também.
Porque estava presente.
Foi testemunha do que o grande sábio vidente Mimir lhe disse:

. Tudo vai se acabar.

Enjoy.
Enquanto é tempo.

They enjoyed.

Pois o fim já está escrito no começo.

Odin viu tudo: o começo e o fim
Mas aproveitou bastante.
Andava de cá para lá, travestido de esquilo Ratatosk, pegando informação dos outros mundos.

Que eram 9.

Também tinha 2 informantes preciosos disfarçados de corvos:
Muninn e Huguinn
Que nada mais são do que
Hemisférios cerebrais direito e esquerdo.
E isso Odin ensinou indiretamente:

– Aquele que usa seus 2 hemisférios obtém muitíssimas informações.
-Aquele que é capaz de atravessar as 9 Dimensões, do alto celestial Asgard até o subterrâneo Hel, também obtém muitíssimas informações
E
Informações são indispensáveis. Mesmo que tudo se acabe. Pois se acabará.

Quais eram os mundos?

1. O mundo dos deuses. Asgard. No alto Yggdrasil. Onde moravam os novos deuses, os Aesir.

2. O mundo dos mortos Hel. No baixo Ygg.

3. O mundo da Gente ou humanos: Midgard.

4. O mundo dos gigantes do Gelo, Jotunheim, no lado externo inferior, á esquerda de quem olha de fora, como v.
Onde moravam os inimigos de Asgard.

5. O mundo dos gigantes de Fogo, Muspelheim, no lado externo superior, Também à esquerda de quem olha.
Outros inimigos dos deuses, mas colegas de Loki. Colegas meio falsos, o que não é anormal.

6. O mundo da Neblina, Niflheim, que se dava bem com o mundo dos mortos. Do lado externo em baixo, à direita de quem olha. Uns iludidos .
Também, com tanta nevoa. .
Nada é visto como é, mas imaginado.
Bem povoadinho.
É dessa imaginação que pode ir às raias do absurdo, que sairá um navio horroroso chamado Naglfari: feito de unhas dos mortos. Argh, q nojo.

7. O mundo dos antigos deuses da fertilidade e magia, os Vanir. Ou Vanaheim.
Do lado externo no alto, à direita de quem olha. Amados. Amigos reconciliados dos novos deuses Aesir.

8. O mundo dos elfos claros: o pessoal das montanhas, da vegetação e das pedras. Ou Alfheim. Ou outro nome mais difícil: Ljossalfheim.
Logo acima de Midgard.
Com quem se relacionavam de mil modos. Como trazendo inspirações e criatividade. Expansão de consciência.

9. O mundo dos anões, elfos escuros. Ou Svartalfheim.
Logo abaixo de Midgard.
Com quem também se relacionavam através dos metais, cristais e pedras preciosas. Não podiam ver a luz do dia.
Eram aqueles que atuavam na mente, na 4 dimensão da forma-pensamento.

Esse é o teatro.
Depois Loki contará o resto.
Vou dar uma volta até a semana q vem.

CAPÍTULO 2

Novela vikinga Cap. 2

Na Yggdrasil estão 9 mundos. Separados. Antes q se estraçalhem uns aos outros
V já sabe quais são eles.
Falei no cap. 1.

Houve uma guerra.
Entre os antigos ricos magos e , impoliticamente corretos,
Bastardos.
Pois filhos do traçado entre o Caos e a Humanidade

Essa turma era os
Vanir.

Do outro lado estavam
Os orgulhosos , belicosos , ambiciosos e cheios de táticas.
Eram os
Aesir.

Os Aesir tinham cavalos armas modernidades da época. Nao eram muitos mas eram determinados e cobiçosos.
E v sabe q a cobiça é uma poderosa motivação.

Os Vanir , no entanto, tinham algo
Poderoso.
As Runas.
Quem sabe manejar as Runas sabe conduzir a História.
As runas têm poderes secretos.
Encantamentos.

Ai começou a desavença.
Acabou a paz.

Nhemnhemnhem pra cá nhemnhemnhem para lá, ainda numa guerra fria.
Fofocas , calunias, propaganda subliminar, essas coisas.

Então, só para sacanear, com perdão da palavra, os Vanir mandaram uma representante deles para Asgard.
O mundo dos Aesir.

Nossa!
Era
A
Feiticeira
Gullveig Heidi.
Senhora do Fogo
Uma autoridade nas runas e nos encantos.
Foi lá exibir seus poderes.
Além do que
Era belíssima.
E vestida de ouro da cabeça aos pés.
Uma perua.

Ela era O Brilho
O Desejo.

As runas estavam gravadas em suas mãos . Todas elas. Nas palmas . Das mãos.

Odin esticou os olhos.
Naquela época ele tinha os 2 olhos.
Era ainda Wotan,
A Fúria.
Nao era o posterior Odin , xamã.

Gullveig Heidi exibiu-se.
Odin manifestou sua cobiça.
Pela bela, pelo ouro , pelas runas, não necessariamente nessa ordem.

Com Gull H não tinha almoço grátis.
Ela disse:
– Fofo, te dou se me deres.
– O que? Indagou o fofo todo paramentado com suas armas de guerra, Gungnir, a lança, à mão.
– Ouro . Gold. Dindim
Todo ouro q vcs têm.
E a feiticeira, num repente, transformou -se numa serpente horrorosíssima. Gargalhando na cara do fofo Odin e de sua turma asgardiana .

O pessoal de Asgard não vacilou.
Orgulho ferido com a insolência jogaram Gull H numa fogueira.

Ora, meus amigos.
Gullveig Heidi era filha do Fogo, uma Vanir que costumava passear tranquilamente em Muspelheim. Aquele mundo do fogo num dos ramos da Yggdrasil.
Saiu ilesa .
Nao precisou nem de um bandaid.
Dentro da fogueira ela se transformou em bela e potente chama
E gargalhou na cara dos Aesir.
Na cara dos guerreiros. Na cara dos berserkers, v pode imaginar.
– Nao imagino. Que é berserker?
O Rambo lá deles. Uma dúzia de Rambos.
Apocalipse Now.

Tentaram 3 vezes incinerar Gull H.
Santa ilusão!.

Odin queria as Runas.
Agora sabia que elas não eram simples pedregulhos.
Eram pedaços, fragmentos
Do
Caos.
Cheias de fogo e energia
O Caos falava através de seus símbolos rúnicos .
Quer dizer
Um impressionante poder!
O poder de mudar os mundos.
De moldar as coisas
De governar e construir .etc. e tal.

– E porque aquele pessoal não fazia isso?
– Isso que?
– Mudar o mundo e tal e coisa Já q tinham os instrumentos.
– Porque o pessoal do Fogo era caótico.

Muspelheim ou caos.
Sem liderança.

Ainda e por enquanto.

E os Aesir tinham uma baita liderança:
Odin Wotan, o General, o Almirante, o Brigadeiro.
– Brigadeiro? Nao tinha avião naquela época!
– E desde quando Odin precisava de avião? O avião dele era o cavalo de 8 patas: Sleipnir.
Que, aliás, ficou representado na runa Raidho.
Levava-o para qualquer lugar nos 9 mundos da Yggdrasil e alhures

Bem.
A questão é que começou a guerra dos Titãs. Ops. A guerra entre os Vanir e os Aesir .

Os Aesir foram manipulados pelo ouro de Gullveig Heidi e suas runas de encantamento.

O povo gelado de Utgard ou Jotunheim. Gigantíssimos.
Odiavam os Aesir. Achavam -se lesados por eles.
Também odiavam os Vanir.
Odiavam todo mundo.
Apenas respeitavam o Caos, ou Fogo, que corria nas veias dos Vanir.

Quem não respeita o Caos?

Então Gullveig Heidi propôs a eles q entrassem na guerra, no Fala-lo Vanir-Aesir.

Trocaram figurinhas.
Gull ensinou ao Povo do Gelo alguns encantamentos superinteressantes .
Os gelados ensinaram- lhe sobre caça, pesca, armas, sobrevivência em terras inóspitas .

Os gelados ganharam enorme poder. E eram muitos.
Os Vanir e os Aesir eram poucos, mas botavam banca .

Os gelados usaram as runas de Gullveig e tomaram formas de de animais:
Lobos da neve, aves de rapina, ursos polares etc. Assim espionavam os adversários

O que as Runas podiam fazer!
Sangue de Cristo tem poder!
Arra!

Enfim
O Povo do Gelo, seduzido pela Gugu H
Estava perturbando os 2 lados: Aesir e Vanir.

Levaram um tempão para perceberem que deviam se unir ou entravam todos pelo cano.
Uniram-se

Mas nenhum lado confiava nos outros. Obvio.
Anos se digladiando como blackblocs.
Odin sugeriu uma solução.
Um acordo.
Acordo é aquele negócio em que todos os lados saem perdendo, mas é melhor assim

Continua next week. Vou lanchar.

CAPÍTULO 3

Novela vikinga cap. 3
Veja cap. anteriores, se interessar

Estava contando p quem quisesse saber, que para acabar com a estapafúrdia guerra entre os Aesir e os Vanir , ambos resolveram fazer um acordo –
que significa: nem eu, nem v,
e chega de briga que isso não está resolvendo nada, e os cães ladram e a caravana passa e nós ficamos velhos…

Odin propôs, mui sabidinho:
– Vamos trocar nossas técnicas entre nós. Assim empatamos. E, por via das duvidas, trocamos reféns. Ai ninguém puxa o tapete do outro

Os Vanir dariam as Runas – que era o que Odin queria mais q tudo, mais q seu próprio olho.

Os Aesir ensinariam as artes marciais, o king fu , etc. e também, a ter ordem e disciplina e não aquela bagunça dos festivais de fertilidade em que os Vanir se refestelavam.
Bem
Que se refestelassem. Mas repassassem as Runas.

Assim foi.
Mas
Após longuíssima discussão, como de hábito.
Até porque o hidromel corria solto
e o javali a Wellington estava no ponto. Para q interromper o banquete?

A troca foi a seguinte:

. Os Vanir entregavam como reféns os gêmeos amancebados:
Frey e Freya.
E Njord, o Homem do Mar e pai dessa dupla.

(pronuncia-se Frai e Fraia, mas se pronunciar errado, no problem . Alienígenas também pronunciam português errado e entendemo-nos todos, com Enem ou sem Enem.)

Os Aesir entregavam Mimir, tio/ amigo/confidente de Odin e Hoenir, o bonitão silencioso.
Afinal os Aesir deram de ombros.
Asgard não sentiria a menor falta do sábio Mimir ou do quase mudo Hoenir (que as vezes falava pelos cotovelos e esvaziava o salão) .

Tudo correu bem.
Por uns tempos.
Os 3 Njord Frey e Freya ensinaram as 16 mais antigas runas:
O lado oculto delas
Nomes, versos, posições
Que v pode ler no Havamal se conseguir decifrar.

Cada Vanir era regente de uma dessas 16 ( hoje v aprende as 24, pelo menos)
Exatamente como cada orixá rege 16 búzios.

A divindade de uma runa ganhava seu poder da sua respectiva runa.

Por ex.
A runa 1 chama-se Fehu.
Seu dono é Frey.

A troca de energia era assim:
Fehu dava riqueza a Frey.
Frey dava as orientações a essa runa.
E deus e pedra sagrada ficavam satisfeitos.
E a força de ambos aumentava.
Como nos búzios
Afinal
As runas são os búzios nórdicos.

Ai
Também os deuses Aesir receberam as suas runas.
Cada uma combinando com o atributo de uma divindade.

Thor, filho famosíssimo de Odin, ficou com Thurisaz.
A espinhosa , que tem força e sabe perturbar a quem interessa perturbar.

Sif, a deusa dos cabelos dourados como trigo, mulher de Thor,
recebeu Jera, a colheita, a abundancia dos frutos

Tyr, o grande guerreiro, o Number One antes de Odin,
ficou com Tiwaz : que chefia as lutas

Baldur, o caçula de Odin, iluminado e justo,
Ficou com a dourada
Fehu, q era do vanir Frey.

A runa do sucesso. Pois Baldur era bem sucedido em tudo. Até por isso foi o primeiro deus a morrer, como vários deuses em várias culturas: o melhor deles, paft! Morre cedo.

Odin ficou com 2 runas, afinal ele era o Pai de Todos, Supremíssimo .

Kenaz, o fogo e o incêndio. Quando seus berserkers deixavam as terras arrasadas.
Raidho , o carroça que permitia o acesso a qualquer lugar, a onde ninguém tinha coragem de ir,
como no reino dos mortos e onde havia o inicio do pandemônio.
Raidho, o artífice.

Pois nunca houve melhor artífice que Odin.

Etc.
etc.

Continuando: Mimir e Hoenir ficaram de espiões no reino dos Vanir e transmitiam p Odin tudo que descobriam. Alias, Hoenir era o principal transmissor.

O mudo Hoenir ou silencioso, nunca foi mudo.
Era um falastrão.

Enfim
Os Vanir não eram bobocas.
Afinal eram magos.
E perceberam a tramoia.
Uma troca injusta de reféns.
A espionagem dos Aesir.
Odin nunca dava ponto sem nó.

Embora tivesse se dado mal com a tal Gullveig Heidi.

Odin ainda não era um manipulador e conspirador sutil, coisa q aprendeu after . Ele
Sabia q estava arriscando a vida dos amigos.

Não esqueça, baby: Odin nunca teve escrúpulos. Ou não seria Supremo de nada.
Nao se fica de costas p Odin.

Que fizeram os Vanir? Vingança.
Hoenir vazava informações
Sem estratégia nenhuma.
Perceberam q no acordo
Odin ficou com a melhor parte.
As Runas.

Os fofos Vanir deceparam a cabeça de Mimir, o refém sábio.
E mandaram Hoenir de volta.

Mas Odin era Odin.
Preservou viva a cabeça de Mimir, o titio.
E assim preservou as Runas.
E fez a cabeça falar
Retransmitindo Conhecimento .

Foi assim q Odin virou o grande xamã, além de ser O General, o Chefão e o Ancião.

– Mas, Odin não pegou as runas quando ficou pendurado e perdeu o olho?

– Essa é outra historia.
Complementares.

Mas agora vou ver quem esta tocando a campainha
Volto semana que vem.

CAPÍTULO 4

Novela rúnica cap. 4
Ver demais capítulos se quiser

Bem.
Aquela troca de reféns não deu certo.
V já sabe.

Alias
Historicamente reis deixavam seus filhos como reféns em certas situações complicadas, para evitar guerras/prejuízos.

Odin pegou a cabeça decepada de seu tio Mimir, o sábio.
Odin era amado por todos.
Menos por Mimir com a cabeça decepada por sua causa. E mantida em criogenia numa gélida nascente em Niflheim, local cheio de nevoas, pertinho de Hel.

Diga-se de passagem que Loki também não o amava.
Alias, era uma relação de amor e ódio, amor bandido ou similar.
Loki queria ser amado por ele.
Mas Odin amava Odin.
Ou não poderia ter feito e sido tudo aquilo que fez ou foi.
E fez e foi muito.

Então.
Se Odin queria se consultar com Mimir tinha que lhe pagar.
Nao há almoço grátis.
Odin pagou com seu olho.
Virou
O Caolho.
Chique.

Odin consultava o oráculo.
Mas não entendeu quando a cabeça lhe disse que o lobo Fenrir teria o seu dia e que a serpente Jormungand enlaçaria o mundo.
Ai ai
Nao confie no oráculo.
Ou confie e entenda as entrelinhas.

Loki se perguntava:
– Para que ter sabedoria? Melhor ser esperto e trapacear. Na sobrevivência sempre tem uma boa dose de trapaça.
Uma mistura de Caos e Subterfúgios: tudo o que Loki tem.
Mimir, afinal, não era tão sábio assim.

A Ordem não se curva. Ela se parte. É quebrada.
Por isso não há Ordem que sempre dure.
Basta olhar por ai

Quebra.
E renasce.
Outra Ordem.
Como renasceu após o Ragnarok.
Com a runa Dagaz.
Mas isso foi bem depois. Nao vamos pular etapas.

Loki ajudaria a quebrar a Ordem
Curvas da tangente.

Odin não criou os mundos, mas moldou- os.

Mundos se criam e se recriam inúmeras vezes.

Odin tornou-se invencível com as Runas em suas mãos. E com Asgard.

Tudo estava sob o seu comando.
Poder.
E responsabilidade.
E medo.
E violência.
Pois é
O caos.
Odin também tinha rivais e inimigos, mas dava seu jeito.

– Quem eram os tais?
– Jotunheim, os gigantes do Gelo
Muspelheim, os gigantes do Fogo.
Que, furiosos, viam a ascensão de:
Odin
O General Wotan ou a Fúria
O Supremo. O Pai
O Ancião. Grimnir
O Altíssimo . Har
O deus poderoso. Fimbultyr
O pai dos sons mágicos. Galdrfadhir
O sedutor. Glapsvidr

E uma cacetada de outros nomes. Uns 100.
Por ai v vê o poder do cara.
Quanto mais titulos mais poder.
Teve mais do que Marduk, que foi citado por Jung , mas só tinha 55 titulos.

Enfim.

Loki é o Caos .
Selvagem
Impoluto
Desordem.
Fogo destruidor
Mestre do Encanto
Mestre da Mudança.

Os Vanir eram descendentes mixurucas do Fogo.
Loki era a encarnação do Incêndio, Livre, feliz , caótico. Mass não totalmente.

Mas também se estrepou
Nao se sai imune perante o verdadeiro Fogo.

Que se chamava gigante Surt.
E Loki é apenas filho do fogo.

Continuando apos a tal guerra e seus acordos.
Eram 24 deuses Vanir e Aesir.
Foram viver juntos em Asgard.
Nao foi fácil.
Antes,
alguns resolveram se separar. Não aceitaram Odin como Wotan.
Aliaram – se a vários mundos.
Ate se esconderam disfarçados de animais.

As runas se dispersaram. .

A fonte primaria das runas é o fogo.

Quando um Vanir ou Aesir mexiam nas runas
Lançando-as em inimigos
Mudando de formas
– pois os deuses podiam se transformar no que lhes fosse conveniente
Ou sonhando no mundo das névoas
Ou escreviam histórias
Ou gravavam as runas nos troncos e pedras de monumentos ou joias
Ou…

Ai, o Caos estremecia.
E Loki, filho do Fogo, filho do Caos,
ficava super curioso sobre esses deuses mexendo nas runas.
Pois ele percebia esses deuses muito bem.
Veja bem:

1. As runas vêm do Fogo
2. Loki é filho do Fogo, e do Caos, por consequência
3 Fogo e Caos são amicíssimos, voláteis
4. Toda vez que alguém mexe numa runa, Loki percebe algo sobre essa pessoa, através das intenções dela ao usar as runas
5. Percebem -se as sensações dos outros
6. Percebem-se as influências dos 9 mundos/planos existenciais.

Deu p entender, baby?

Mas
Voltando
Os 24 Vanir e Aesir ficavam em Asgard com humanas mesquinharias.
Alias
Esses deuses são tão amados até hoje, justamente porque se parecem com os humanos.

Ha intimidade entre deuses e humanos.

Agora, falando serio:

O oraculo falou do Ragnarok dos deuses por causa dessas mesquinharias, desavenças, ganancia, safadezas, etc. etc.

Deduzindo:
Se somos tão parecidos, parecidíssimos com os deuses
E eles tiveram o Ragnarok
Nao deve faltar muito para termos o nosso Ragnarok….

Afinal
Os oráculos são ou não confiáveis?

Vou dormir.
Ou, em norsk:
Ik ga naar bed.
Nao é um idioma simpático?
Parece com inglês.

Continua next week se não houver Rag ate lá.
Tot ziens. Hasta la vista.

CAPÍTULO 5

Novela rúnica cap. 5.

O Caos purissimamente falando
Não pensa.
Mas pode tomar varias formas.
– Como?
Simplesmente tomando a forma do pensamento de uma pessoa.

Se v pensa em algo gentil, o Caos p ex., pode tomar a forma de uma rosa.
Não preciso dizer em que forma ele se mostra se v pensa , por ex, em política nacional ou mundial.

Afff

Um dia Odhin , o caolho de um único gélido olho azul, mas também o Chefão Marechal de Asgard, encontrou
Loki, o mestre do Fogo.

Loki sempre soube o que Odhin e todos eram.
Pois observa os sonhos e pensamentos de todos

O q v pensa ele capta.
Principalmente quando v faz um jogo de runas.
Isso ja falei antes.

Bem
Odhin um dia sugeriu ao filho do fogo que tinha pensado em bater um papo com o Chefão do Fogo.

Surt.

Surt o chefe super máximo de Muspelheim, o reino do fogo, vermelhíssimo e amarelíssimo. Fazendo inveja aos Leões.

Kkkkkk – gargalhou Loki – Surt não bate papo com Ninguém. E para q v , Sua Magestade, mon general, queria falar com Surt?

– Para fazer uma aliança com ele e fazer guerra aos Vanir…

Kkkkkkk – Surt não faz aliança com Ninguém. Ele é o próprio Fogo. O incêndio no seu máximo potencial. E eu, pobre de mim, sou apenas o filhote do fogo.

Ele des-pre-za qualquer pessoa estranha.
Só dá atenção às fagulhas e olhe lá.

Ele reduz qualquer matéria à sua essencia.
É totalmente imparcial: odeia a todos sem distinção.
Sente -se ofendido pela existência de qualquer forma de vida.
Surt é a Destruição.
Nunca fique na frente dele.
– Mas v está vivo.
– Ora. Sou uma fagulha. Faço parte dele. Mas como fagulha posso ser mortal.
– Porque v saiu de lá e veio aqui?
– Curiosidade

Odhin só compreendeu a grandiosidade do Fogo, no Ragnarok.
Ou Fim do Mundo.
Enquanto isso ele tinha grandes planos.

– Governarei os 9 Mundos.
Tenho poder , ouro. Tenho os melhores guerreiros, minha tropa Einherjar. Tenho runas.
A Lua e o Sol, Bill e Sunna, estão comigo.
Tenho a riqueza de Svartheim e Alfheim : os mundos dos elfos escuros e claros.
– Para meu Lord Surt nenhuma riqueza vale um centavo. O Caos é maior que tudo. O Caos não tem regras, ordem, substância.
Quem se importa com riquezas ou ordem ou regra são as coisas ou pessoas, pois elas é que têm substâncias. Como v.
Para Lord Surt tudo é escombro, como esses lixões que se vê por aí.

– Ok. Não vou cansar meu olho. E você? Acho que tenho uns servicinhos para v.
– Depende do que ganharei com isso.
– Ganha liberdade.
Kofkofkofkof ( tosse, engasgando-se)
– Liberdade? Piraste? Eu ja sou livre!
– Que babaca! V se acha livre para ficar só no mesmo lugar? Que v conhece dos 9 mundos? Zero. Um prisioneiro desse Surtzinho. Que vive
surtando.
– Tenho orgulho. O Caos é o princípio de toda Criação. Caos, donde futuro.
– Eu hein. E toda essa beleza ou feiura que existe, todas as coisas e todos os 9 mundos? Que v acha que são?
– Excessos.

Ficaram nesse papo reto.
Odhin tem uma boa lábia.
Loki tem ironia e é um espírito de porco.

Então Loki é uraniano!
Entao Odhin é mercurial!

Em Midgard mora O Povo.
Lá o pessoal adora os deuses. Os Aesir e os Vanir.
Em Svartheim mora o pessoal do metrô.
Ou seja: aqueles que vivem nos túneis. Que têm fotofobia. Ali também está o mundo subterrâneo onde estão os metais preciosos.
E tem…..

– Já sei o que tem.
– Ok. Esses mundos têm tudo para serem conquistados. Por isso te chamei.
– Para que? Porque?
– Porque v é bem sabidinho e inescrupuloso.
– Sou filho do fogo.
– Já sei. V tem uns dons que aprecio.
– Elogios não me seduzem. Sou filho do….
– Já sei. Olha: com os Vanir obtive Conhecimento. Além disso tenho as Runas. Além disso dei regras e propósitos para os mundos que ajudei a construir a partir do gelo e do sangue.
– Legal…
– Mas preciso preservar tudo q construí. E sei q a Ordem não sobrevive sozinha, pois ela tem as mesmas leis invariáveis. Sempre o dia e a noite, o frio e o calor, dormir, acordar, comer….
– Sei. Etc.
– Pois é. Meu reino um dia vai se quebrar. Então, antes que quebre preciso de alguém como v para trazer umas confusões.
– Ahhh
– Claro, eu mesmo poderia fazer essas confusões. Mas não ia cair bem. Afinal, sou o Supremo. Dei regras e não posso quebra-las. Percebeu? Preciso de quem quebre as minhas regras. Para que meus mundos não se quebrem. Para que se renovem. A renovação é que dá a imortalidade.
– Belo discurso. Odhin Wotan. E eu com isso?
– V terá sua recompensa.
– Que é….
– Farei com que v se torne um deus.
– Hummmm.

Qual a vantagem de ser um deus, fora ser adorado e todas as mordomias?

A independência.

Nao ser apenas uma fagulha.
Ser Mais.
No fogo, Loki seria só a tal fagulha. No mundo de Odhin, seria…

– Seria qualquer coisa que v quisesse ser.
Seria A Mudança. Faria milagres. Seria um deus. Como eu. Embora eu continue como chefe dos deuses.
– Um deus! Da Mudança!

Parece legal. Mas, tem uma coisa.
– What?
– V jamais poderá voltar ao Caos.

O Caos não tem regras, mas tem leis. E as leis do Caos não podem ser quebradas senão….
Destruição.

-Ok, meu marechal
– Gosto mais de General. Estou na ativa. Marechal está mais p aposentadoria.
– Yes, my lord.
– Preciso da sua garantia de cumprir suas obrigações.

Não lhe tornarei um deus a toa. Antes de abrir Asgard para v.
– Que quer?
– Lealdade.
– Claro.

Por dentro Loki fez kkkkkk. Lealdade é coisa da Ordem. Não vou lembrar ao Supremo que sou filho do Caos.

Odhin não era um ingênuo. Disse:
– Sei que confiar em v seria uma babaquice. Mas é preciso que se faça um pacto ou qualquer coisa assim.
– Como assim?

Foi então que Odhin Wotan a Fúria deu uma cacetada em Loki que o derrubou direto. Uma sensação que ele Jamais havia sentido.
– Cara, q foi isso?
– Isso foi A Dor.

O fogo nunca sentiu dor.
Mas um deus pode sentir dor.
Um humano também.
Agora Loki tinha a marca de Odhin

Odhin pode causar Dor.

Odhin Wotan a Fúria disse:
– Amigo Loki, agora somos irmãos. My brother. Deixei minha marca em v.
Um encanto. Joguei uma runa de encanto.
Somos irmãos de encanto.

Quando alguém marca alguém com uma runa de encanto, uma runa que é sua, não uma runa qualquer, tornam-se:

Irmãos de encanto. Ou irmãos em trapaças.
Odhin disse:
– Os Vanir ensinaram que cada deus tem a sua runa. Ou mais de uma. Runas que combinem com seus atributos.
Agora, Loki, v tem a sua runa
Porque a cacetada que lhe dei, foi para gravar a ferro essa runa em você. Olhe seu braço.

Loki olhou seu braço dolorido doloridíssimo.
Ali estava a runa gravada num azul violeta, a cor de Odhin.
Kenaz.

A runa do incêndio.

Como fogo Loki não precisa de runas, pois as conhece bem, na origem.
Mas ao tomar uma forma humana, precisa-se da proteção de uma divindade, que se manifesta através das runas.

O aspecto de um deus ou de qualquer coisa, seja de um animal ou folha, mostra seu atributo, mostra o que ele pode fazer.

Incorporação significa uma causa, um trabalho a fazer.
Loki, o incêndio causaria a dor.
Mas para causar tem que, antes, sentir em si.
Para, também, saber como evita- la.
Causa dor quem sentiu dor.
Evita a dor quem sentiu dor.

Kenaz.

E foi assim que Loki e Odhin tornaram-se irmãos em encanto e em trapaça.

Quem não gosta de runas bom sujeito não é.
Runas mostram a vida.
Na carne.

CAPÍTULO 6

Novela vikinga
Cap. 6

Asgard é o Olimpo ou Paraiso ou o Eldorado ou
…..
La moram os 23 deuses Aesir guerreiros e Vanir ricos e magos.
Todos vaidosos, e porque não?
Haviam 24 corredores, um p cada deus, embora fossem 23.
Bem
Havia o Valhala.
Para onde iam os escolhidos. O salão dos mortos. Todo dourado.
Ora
Dourado é a cor dos mortos.
Ébano e ouro.
As cores de Hades.
Valhalla. Onde estavam os que foram:
Escolhidos para morrer e juntar-se á tropa de Odhin, named Einherjar. Ou Lutadores Solitários.

Um local
Impressionante.
Com mais de 500 portas.
Bem
Mas o salão de Odhin:

Para ter uma ideia:
Esse outro salão tinha 23 lugares e uma enorme mesa p essa turma.
Na ponta, um trono dourado
Comida bebida hidromel javali um cardápio para estômagos fortes.

Comi javali uma vez em Bariloche e te conto:
Achei horrível.
Mas
Deve ser meu gosto.

A turma nunca gostou muito de Loki , o n 24. Como 24 são as runas do Futhark.
Achavam- no um espião do Fogo, um penetra.
Mas o Caolho o protegia.
Tinha seus interesses.
Toda proteção tem um interesse.

Heimdall
o porteiro luminoso, douradíssimo,
que guardava a ponte Bifrost
, mais conhecida por Arco-íris, para quem não esta familiarizado – e que ligava Asgard aos outros mundos –
não gostou de Loki logo de cara.
– Ele é um traidor.
Traidor é uma runa corrompida.

A runa de Heimdall é
Mannaz.
A humanidade.
Uma runa que parece a letra M trançada.
Porque a letra M sem trança é a runa do cavalo. Ehwaz.
A runa dos ricos.
Pois só os mais ricos tinham cavalos. Ainda não havia consorcio naquela época.

Loki respondeu na lata, já mostrando a que veio.
– Ha traidores melhores que alguns fieis.

Isso provocou uma briga.
Resolveram fazer uma disputa, uma aposta.
Os deuses adoravam esportes
Porque adoravam ser populares.
E esporte é popular.
Veja pela Copa do Mundo.
Tira qualquer um do serio.

Se v quer ser candidato popular de alguma coisa
Arranje logo um time.

Pegaram um arco e flecha.
Ullr , o Arqueiro , ficou só olhando.
Ele patrocina as competições de arco e flecha .

Tem uma antigona runa chamada Ul, da turma escocesa, que é, como o nome diz, uma runa de Ullr . E de Skadhi . Os arqueiros deuses do inverno . E da morte, Porque o inverno nórdico mata , nem se compara à Ushuaia.

Ul – runa de força, tenacidade, resistência.
Capaz de aguentar o pão que o diabo amassou.
Bem
Nao tinha diabo entre os vikings.
Tinham os trolls que viviam perturbando.
Se a runa Ul sair num jogo, salve ! Isso significa que v terá que aguentar as dificuldades. Superar- se.
Ela é semelhante à runa Uruz.
A diferença é que Ul representa um arqueiro e Uruz um touro selvagem.
Ambos emponderados.
Salve! Hail!

Enfim. A disputa.
Heimdall, o Olho de Falcão era o melhor atirador. Podia ser um spider.

Mas para Loki
Ser Melhor é mixaria.
Imagina.

Ambos se prepararam.
Loki estava zen.
Braggi, o deus poeta, trovador, bardo, compositor estava a postos para cantar um hino de vitória. Torcia por Heimdall, mas ficou na dele.

Heimdall convocou sua runa Mannaz . Vermelha.
Pois sempre se evoca a runa protetora nas situações difíceis.
Sua pontaria foi fantástica. Hail ! Hail!

Frey com sua espada assustadora que sempre voltava às suas mãos,
e onde as runas estavam gravadas, a começar por Fehu, que traz e dá riqueza
– aliás, razão porque todos lhe puxavam o saco -,
já ia declarar a vitória de Heimdall.
Mas não pode.
Loki tem q mostrar sua competência ou sua conversa fiada.

Ele convocou sua runa Kenaz,
malandra como ela só, uma runa de fogo , rápida em mudar de forma, espertinha. Mandou virarem o alvo de costas.
A flecha de Loki saiu em curva e paft! Acertou o alvo .
– Isso é impossível! A flecha não faz curva! Tem maracutaia ai!

E foi assim que Heimdall ficou inimigo de Loki.
Um dourado como ele não suporta humilhação .

Loki estava pouco ligando. Achava uma besteira o valor que davam às amizades.
Só tem amigos quem não tem dificuldades.
Loki sempre ficava cabreiro quando alguém queria ser amigo dele.

Laroie!

CAPÍTULO 7

Novela vikinga
Cap. 7

Loki ganhou má fama
Por uma razão:
era muito esperto e inteligente.
Pessoas inteligentes não são populares.
Nem aqui, nem em Asgard e nem mesmo no Olimpo.

Lá como cá, haviam problemas raciais, culturais etc.

Há raças puras, como os Vanir, sendo Frey e Freya os top dos Vanir.
Raças puras sempre se acham os maiorais Sejam lá quais forem.

Há raças mistas – que são sensibilíssimas, vindas de um Caos
Como Loki. Um misturado Com aspecto físico e ígneo

Frey tinha sua foice, pois era um deus de agricultura. Como Saturno .
A diferença era que
Frey era lindo lindíssimo.
Saturno era feio feíssimo.
Pelo menos é o que dizem. Não sei .
Frey era Vanir.

Está na runa Fehu q todo mundo adora porque seu atributo é Riqueza.

Freya , sua gêmea, era vibrante e sensual , com um olhar penetrante tipo Rotoroooter , também belíssima. E assanhadinha.
Como Ishtar/Inanna/Afrodite. Um trio que deixava todo mundo de queixo caido.
Odin deu um titulo a Freya: Deusa do Desejo.

Está na runa Jera, outra pedrinha cultuada, já que significa colheita. E as colheitas eram comemoradas com…. sexo.

Frey e Freya adoravam se olhar no espelho.

Heimdall era posudo. Talvez arrogante.
Afinal, era ele que dava ou negava, a permissão de atravessar o portal de Asgard.
Uma espécie de S Pedro.
Mas bonitão. Luminoso.
Metido a besta .
Elegante. Não dava bola para ninguém, exceto os deuses, of course.
Finíssimo.

Está na runa Mannaz, que tem a ver com a Humanidade. E esse deus de luz foi o pai de 3 raças ou castas .

Braggi era o poeta cantor bardo skald
Fazia versos e canções para tudo
e ainda bem, senão , nem v nem ninguém, saberia das histórias dos deuses .
Um orgulhoso simpático requisitado.

Está na runa Ansuz de comunicação e inspiração.

Idunna era sua consorte.
Adorada ao máximo. Nao só pelo husband, mas por todos.
Porque tinha o elixir da Juventude.
As maçãs da Juventude.
Todas manhãs Idunna dava uma maçã aos deuses.
E eles nunca envelheciam.
Razão suficiente para v comer uma maçã todo dia de manhã.
Por isso Idunna era chamada de Curandeira .

Está na runa Gebo. É dando que se recebe. Diz essa deusa das maçãs encantadas .

Braggi e Idunna tocavam alaudes. Hoje tocam guitarras e violões.
Mas o casal tbem era vidente. Suas bolas de cristal, isto é, runas, eram bem requisitadas .
E tbem faziam musicoterapia
E usavam flores no cabelo, principalmente depois que passaram a lua de mel em San Francisco.
Dent forget to use flowers in your head
When you go to San Francisco.
Precursores da Age of Aquarius.

Outro era um cara chamado Njord.
Belíssimos pés.
Pois vivia na água.
Um pescador de primeira linha.
Um Jacques Cousteau, se v se lembra dele.
Divorciado.

Está na runa Laguz, a runa da água.

Aegir era um marinheiro.
Não um qualquer marinheiro. Pelo amor de Deus!
A riqueza marítima. E um palácio com um salão onde seus colegas deuses adoravam jantar. Un chef.

Está na runa Laguz também
Todos aquáticos.
Mas Aegir tinha um plus:
Preparava o hidromel.
O champanhe deles. Ou o whisky. Ou a cerveja premium.

Ran era sua consorte. Rainha dos Mares. Outra riquíssima. E pálida. Beleza pálida. Há quem goste.
Pois recolhia afogados . Neste caso, uma deusa da morte.
Rainha das sereias e ondinas .

Outra que está em Laguz, óbvio. Mas também em Perdhro. Um enigma, um portal. O mar sempre foi um portal.

Claro
Os grandes Aesir. Cujo supremo é Odin.
Só para falar dele ia até o final do ano.

Está na runa Eihwaz. De vida e morte, mas também a própria Yggdrasil – e só isso já é tudo.

Thor, não posso me esquecer.
O primogênito de Odin. O deus do Trovão, ou seja, barulhento pra caramba. Adora heavy metal. Adora tudo que é esporte, campeonatos, bola na rede. Vivia se machucando, dando encontrões em tudo. E adora halterofilismo.
Arnold Schwaznegger deve fazer oferendas a ele.

Está na runa Raidho, A carruagem que passa por aí em disparada. Sem bafômetro.

Sif era a mulher dele. De Thor. Um pouco gordinha. Por isso era chamada deusa da Fartura.
Além disso,
Tinha belíssima e arrumadíssima cabeleira dourada.
Mas ficou careca.
Coisas de Loki.

Imagina se ia esquecer Frigga.
A grande feiticeira.
A Suprema.
Mulher de Odin.
Poderosa e um pouquinho amargurada. Pois era fiel.
Fingia que não via muita coisa.
Mas sabia de tuuuudoooo.

Está na runa Berkano. A Mãe. E o filho.

Filho era Baldur.
Coitado.
O mais bondoso e belo dos deuses.
Não podia acabar bem.
Foi o primeiro a morrer.
Loki achava-o chatíssimo com toda aquela bondade e luz solar.
Nossa! como era ensolarado e brilhante!
O irmão Hodur, invejoso, flechou- o como São Sebastião.
Foi um tremendo AUE.

Baldur está na runa Sowilo, claro: o próprio Sol

Hodur ficou sem runa.
Mas ele era um arqueiro que provocou a morte do frater.
Então, merece Eihwaz. Runa de vida e morte, já falei .
No Ragnarok ele luta com bravura, para descarregar a culpa. Se é que a tinha.

Ufa! Por hoje chega!

CAPÍTULO 8

Novela vikinga cap. 8

Lokabrenna é o Evangelho de Loki.
Qualquer um pode ter seu evangelho. Isto é, contar sua participação em algo conforme seu ponto de vista.
O ponto de vista de Loki não tem nada a ver com o de Odin . Salve. Nem com o de Freyja. Salve.

Yggdrasil
A arvore do Mundo
Dos 9 mundos.
Como as 9 dimensões
Ou os 9 números.
Yggdrasil
Ou o Cavalo de Odin.

Odin tem uns 100 nomes/apelidos.
E Yggr é só um deles. ( Yggr, o Terrível – até porque quem aguentou e sobreviveu ao insuportável, jamais será um bonzinho) .

Porque Odin imolou-se 9 noites nessa árvore a fim de conseguir as Runas.
Quem tem as Runas tem poder.

A carta 12 do Tarot , O Pendurado ou Enforcado é uma referência a Odin pendurado na Yggdrasil.
Enforcado ou Cavalgar a forca, é uma expressão nórdica antiga, semelhante a morrer enforcado .
Como se fazia nos ritos de Odin com os criminosos, etc.

Hangod, o deus dos enforcados, é outra referência a ele.
E similar ao nome dessa carta em inglês: The hanged man.

Um dos nomes de Odin também está associado à
carta 9 do Tarot, o Eremita, na sua aparência de Ancião ou Encapuzado
– quando ele é chamado de Grimnir .

Interessante que Odin está associado ao astro Capella.
Quem já não ouviu falar no livro Exilados de Capela ?
Dos seres que saíram de lá e colonizaram a Terra.
Olha só.

Voltando à Yggdrasil.
Cuja história está no poema Voluspa, contado pela profetisa ( volva) Heidi.

Várias culturas xamânicas falam de uma arvore que liga:
Ceu
Terra
Subterrâneo

E também na Cabala tem a Árvore da Vida ou Sefirotica, onde estão 10 números, sendo:

1. Kether
A sefiro ligada às divindades, ao céu, ao potencial, ao intocável.
10. Malkut
O Reino terrestre onde as coisas acontecem e se materializam

E a contraparte Arvore Klipotica
Bem apocalíptica, tenebrosa.
Subterrânea. Draconica.

O Irminsul era a Yggdrasil dos saxões, destruída por Carlos Magno.
Neto de Isabel de Castela, rainha espanhola marcante,
Que hoje faz sucesso num seriado de TV –
E que implantou uma das mais bravas inquisições na sua terra.
Chefiada pelo dominicano Torquemada .

Mas deixa pra lá.

A Yggdrasil tem 9 mundos.
Um deles é onde mora o povo das pedras. SvartAlfheim. Ou reino dos elfos escuros.

Que os deuses de Asgard ( o Olimpo escandinavo)
Adoravam e desprezavam.
Parece paradoxo, mas é comum.

Adoravam porque lhe faziam armas mágicas, como:
a lança Gungnir, com 3 laminas , em forma de corvo, e que jamais errava o alvo,;
o anel Draupnir , que se reproduzia 9 vezes a cada 9 noites: ambos de Odin
o martelo Mjollnir, de Thor que sempre voltava às suas mãos. Etc.

Ou as joias fantásticas como o colar de Freyja que brilhava como a aurora boreal .
E que para consegui-lo ela tapou o nariz e fechou os olhos para transar com os 4 anões horrorosos , mas habilíssimos ourives.
Alias
Qual o plural de ourives? Ouriveses?

Pois bem.
E daí?

Dai que os deuses de Asgard queriam se defender dos gigantes de gelo e fogo ou de qualquer outro elemento
E decidiram construir uma muralha em volta de seu reino.

Isso me lembra o Rio de Janeiro.
Em que todos os edifícios têm grades, como em penitenciárias.

Odin se preocupava horrores com os Gigantes do Gelo.
Que
espreitavam como lobos
Os deuses Aesir.
Esses gigantes habitavam Jotunheim (ou EtinHome) .
Um lugar de total estagnação,
sem nenhum crescimento de nível nenhum.

Como certos locais em que seus habitantes e governantes são desinteressados de qualquer outra coisa que não seja olhar para si mesmos.
E odeiam quem quer trazer mudanças.
Conhece um lugar assim?
Eu não.

Jotunheim
Onde tem um frio insuportável
Onde há gelo, vento, rochas.
Zzzuuummmn
Argh

E casacos de pele de ursos, que lá ninguém tem noção de politicamente correto.

Esses gigantes (ou Etins)
Eram super ameaçadores.
Mais do que v pensa.
Sabe por quê?
Além de tudo conheciam um pouco de runas.

V não está entendendo.
Quem conhece runas tem um poder inimaginável.
Quantas vezes preciso repetir isso?

O poder de saber passado e futuro e de intervir
.
Para isso Odin deu seu olho lunar e ficou caolho .
É preciso dizer mais?

Esses etins aprenderam as runas com os Vanir, numa troca de informações nada republicanas.
E
Tornaram-se mestres em mudar de aparência.
São os lobos, os ursos e as águias.
E
Muitas vezes
V não sabe se aquele ali é mesmo um urso ou um gigante de gelo disfarçado.

Esses gigantes viviam treinando box tailandês, UFC, krav maga, muay thai .. sorry, enganei-me.
Muay thai é um coquetel.
E eram rivais deles mesmos.
Mas
Se deixassem de ser rivais deles mesmos
Iam se lembrar dos deuses Aesir em Asgard e…. a Torre do Tarot seria pouco.

Foi por isso que Odin quis construir sua Fortaleza no Ceu.
Encomendou orçamentos a, imagina: Loki.

Loki apresentou seu candidato.
Um dos pedreiros- construtores de Svartalfheim.

Então…..

Outro capítulo next week.

CAPÍTULO 9

Novela vikinga cap. 9
Odin resolveu construir uma fortaleza em Asgard para se proteger dos gigantes do gelo , do fogo e seja la do que fossem .

Os guerreiros de Asgard eram:

Thor, o mais popular, povão, cheio de votos em qualquer situação.

Tyr, sofisticado, corajoso e durão, rígido. Mas cheio de cidadania . Pensava no grupo em primeiro lugar. Mesmo em detrimento de si . Aristóteles e Platão iam gostar dele.
Odin tinha uma certa reserva com ele. Pois antes de Odin ser Odin, o Supremo, Tyr era o máximo .

Frey, o rico e sedutor, 2 coisas que já lhe faziam começar com vantagem. Talvez um certo sentimento de culpa, por ser Mais, fez com que se sabotasse se apaixonando por quem não lhe dava a menor bola, ora vejam só.

Loki queria arranjar um construtor, porque o trabalho que os deuses guerreiros estavam tentando fazer não estava la grandes coisas.
Guerreiros não gostam de construir. Ao contrario

Um dia apareceu um sujeito a cavalo. Sua aparência não era grandes coisas. E os Aesir desdenhavam do que não era grande coisa.

Os deuses ficaram olhando e cada um avaliando conforme seu temperamento.

Os nada sutis Thor e Tyr queriam logo dar- lhe uns bons cascudos . Eles são do tipo que primeiro derrubam e depois vão ver quem é.
Gente fina.

Heimdall, o porteiro charmoserrimo, desconfiava querendo descobrir que magia o tal cara de pau estava escondendo. Não se tenta chegar a Asgard assim sem mais nem menos.

Baldur achava que todo mundo era bonzinho e sofria quando descobria que não eram.

Odin nada disse. Quando falava não era à toa .
Olhou p Loki, o que lhe agradou, pois sentiu sua chance. E permitiu q Heimdall o deixasse passar .

O sujeito entrou. Odin o recebeu . Todos os deuses ficaram ali olhando . Afinal, deuses também têm curiosidade.

O sujeito ñ disse seu nome.
Sinal de que sabia das coisas.
Pois tanto nomes como runas têm poderes.
Não se dão informações a toa .
Tem que se verificar primeiro.
Olhou á volta e desprezou o luxo de Asgard
Fez cara de mau gosto.
Criticou a decoração. Achou brega , over.
Apontou defeitos.
Thor quase lhe casquetou com o Mjollnir, o tal martelo feito de meteorito.

O sujeito disse:.
– Aqui tinha que ter pedra. PEDRA.
Pedra é o futuro.
Pedra dá dinheiro. Uma boa grana. Vcs não têm PEDRA.

Odin falou objetivamente, encarando- o com seu único olho azul metálico:
– V é vendedor?
– Estou lhe fazendo uma oferta. Posso construir para vcs uma fortaleza que nem Deus derruba
– O Deus aqui sou eu .
– Então, uma fortaleza quem nem o Diabo derruba. O melhor investimento de sua vida. Depois das runas, claro.
– Quanto? E quando?
– Alto. Rápido.
– Os finalmente – disse Odin.
– Quero casar com Freyja.
Todo mundo queria casar com Freyja.
Todo mundo ficou pau da vida .
– E mais – disse o sujeito ainda sem nome.- Quero o Sol e a Lua.

Isso era o máximo da desfaçatez.

Sol e Lua eram filhos do fogo do Caos.
E estavam amarrados com os encantamentos das runas. Para protegerem contra o terrível gigante de fogo chamado Surt, cujo nome já arrepiava.

– Zero. – Disse Odin -. Bom dia.
– Vcs vão se arrepender – replicou o Sem Nome.
Foi um bafafá.

Todo mundo discutindo. Exceto Freyja que chorava desbragadamente. . Achara o cara horroroso. E com jeito de operário, imagina.
E ele não lhe trazia colares de âmbar para compensar. Aff.
Freyja era totalmente politicamente incorreta.

Loki deu um palpite:
– Vamos propor um prazo impossível . Se ele não conseguir não ganha nada.

O Sem Nome concordou de imediato
Loki chegou a pensar que alguém ali estava comendo mosca. Ou o cara, ou ele Loki.
Loki insistiu:
– V fará o trabalho sozinho em 6 meses. Sem ajuda de ninguém.

– Claro. Somente eu e meu cavalo Svadilfari trabalharemos.
Svadilfari. Um belo e grande cavalo negro.
Mas cavalo não é pedreiro.
Foi dada a partida!

Avante.
Até semana que vem.

CAPÍTULO 10

Novela vikinga nº 10

Então.
O tal cara sem nome começou logo o trabalho de construção da fortaleza de Asgard.
Quase o corretor de texto escreveu Edgard. Ainda bem que vi a tempo.
O cavalo Svadilfari, fortíssimo como Arnold Schwazznegger, trabalhava pra caramba.
E velozmente.

Os deuses estavam satisfeitos e inquietos. Parecia que o cara ia aprontar o trabalho no prazo e levar Freyja com ele .

Coisa impensável para Freyja que não fazia nadíssima sem ter vantagens pessoais.

Os deuses culparam Loki de ter arranjado um cara tão eficiente e caríssimo.
Heimdall principalmente, que o o- di-a-va.
Somente Baldur , que gostava de todo mundo até dar enjoo, fazia cara de compaixão para Loki.

Mas o sabidinho malandrinho Loki SEMPRE tinha um plano para qualquer coisa.
Ele dizia :
– No dia que eu não tiver um plano, o inferno Hel vai congelar.

Odin fez uma reunião com todos os deuses. E seu olho azul estava por demais azul. Azul metálico.
O ambiente estava pesado. Thor rosnava que nem um rotveiller
Frey culpou Odin de falta de previdência. E girava na sua mão sua espada cheia de runas gravadas
Os deuses queriam esmagar Loki. Odin quase o fez, apertando- lhe o ombro com suas luvas de ferro.
Eu já não disse que Odin usava luvas de ferro? Pois usava.
Só Idunna , que devia ser uma netuniana, pois achava que o mundo era belo e confiável, acreditava no malandro.

Loki garantiu que seu plano daria certo.

Svadilfari, o fortão e belo cavalo, talvez árabe, estava fazendo seu trabalho com os olhos brilhando, acho que porque era primavera .

Mas Loki podia se transformar em qualquer coisa.

Transformou- se na mais bela égua que v nem pode imaginar.
Como algumas daquelas que v vê nos vídeos do facebook com a crina trançada e brilhante. E só não usava sapatos Louboutin de sola vermelha, como um papa usava, porque égua não usa sapato.

Svadilfari não resistiu.
Largou seu trabalho de ajudar o pedreiro e correu pelas planícies atrás da égua Miss Universo.
Naquele dia não houve trabalho. Nem no outro.
E o cara perdeu o prazo. E perdeu a aposta e o pagamento.
O sem nome ficou feríssima.
Revelou-se, então, como um Gigante de Pedra.
Da turma que queria acabar com Asgard.

Avançou para Odin para estraçalhar o Pai Supremo.
Mas o Filho Supremo, isto é, Thor, chegou primeiro.
Paft! Esmagou o gigante de pedra com seu martelo de pedra . Aliás de meteorito.
Bem.

Sabe o que aconteceu?

1. Asgard ganhou a fortaleza.
2. Loki voltou com um potro.
3. O potro foi o filho de Svadilfari com Loki disfarçado de égua.
4. O potro tinha 8 patas e foi chamado de Sleipnir. E seu pelo era vermelho

Sleipnir
O cavalo de 8 patas que foi presenteado a Odin.
Que podia andar por terra agua mar e ar, pelos 4 elementos
Que podia ir até o Sol ou á Lua como uma nave espacial.

Aguarde próxima aventura.
Semana que vem.

CAPÍTULO 11

Novela vikinga cap.11

Loki um trapaceiro de outra casta de Asgard.

Não era benvindo, embora, as vezes o fosse: porque quebrava os galhos dos deuses.
Claro, também colocava esses galhos.

Na verdade foi Odin quem o levou até Asgard e lhe colocou na categoria dos deuses.
Ainda que os outros seletos deuses reclamassem pra caramba.

Seu nome era Loki, mas todos lhe chamavam de Trapaceiro.
O que me lembra a versão de certos Tarot que chamam O Mago de Batteleur ou Trapaceiro.

Odin era O General.
Loki era o Capitão
Thor não sei qual era a patente, mas lutava às pampas.

Frigga queria ver Loki casado, para acabar com certos papos que já estavam correndo.
Por ex., ele andava conversando de-mais com Sif, a mulher de Thor. Logo de quem.

Loki tinha horror a casamento, ainda que tivesse alguns casos por ai.

Mas ele era O Caos.
Já imaginou o Caos se casando?
Nao se bota o Caos dentro de casa.
Pelo menos não se deveria.

Sif era linda como uma deusa. Aliás era uma deusa.
Mas seus cabelos fariam inveja a todas as cabeleireiras do mundo.
Sif A dos Cabelos Dourados. Douradíssimos.
Ouro puro. Uma fortuna.
Valia uma Petrobras.
Ela , a deusa da Graça e da Fartura.
Dos Campos de Trigo.
Vaidosa, por sinal.
E os vaidosos caem em qualquer esparrela .

Bem.
Nem sempre Thor e Sif dormiam juntos, o que sempre foi um bom negócio.
Quartos separados. Livres de certas indiscrições , afinal Thor bebia e comia demais, nem te conto. Argh

Numa noite Loki entrou sorrateiro no quarto de Sif.
Ele não estava resistindo àquela vasta cabeleira dourada que valia o PIB de Asgard.

V pensa que ele estava apaixonado por Sif? Nada disso. Nao me lembro de Loki ter se apaixonado por alguém.

Não resistiu a arranjar uma tesoura, dourada também, para não perder a classe.
Uma tesoura!
V já adivinhou
Isso mesmo.
O audacioso foi no quarto de Sif e.
Zaz Traz!!!!
Cortou o PIB de Asgard ou fez cair as ações da Petrobrás.
Cortou a belíssima, incomparável, deslumbrante cabeleira dourada de Sif.

Fez aquele corte que na minha época chamavam de JoãoZinho . Ou à la garçonne.

Pimba!
Semana que vem continuo.

CAPÍTULO 12

Novela vikinga n 12

Sif era a deusa dos campos de trigo e sua cabeleira dourada era o próprio trigo brilhando ao sol – quando havia sol – da cabeça aos pés.

Cada divindade tem seus atributos, concentrados em alguma parte de si ou de seu totem
O poder de Sif estava nos cabelos, como um Sansão feminino.

Loki , querendo sacanear Asgard inteiro, resolveu cortar uma mecha dos cabelos dourados.

Ora:
1. Quando se danifica ainda que um pedaço de um totem ou atributo, aquilo não fica escondido
Afinal uma xícara quebrada é uma xícara quebrada, digam la os chineses e japoneses aquilo que quiserem.
Sif perdeu seu impecável corte Chanel.

2. Os Vanir podiam se transformar no que quisessem e tinham uma recuperação invejável de qualquer coisa
Mas os Aesir não.
Sif era uma Aesir.
Seu cabelo dourado não se recuperou . Até caiu o resto.
Sif perdeu beleza e divindade, não sei o que foi pior.

Imagina a cara do marido Thor quando a viu careca .
Naquela época não tinham esses cortes modernos que se vê nas partidas de futebol.

Quiseram expulsar Loki, naturalmente.
Mas ele era inspirado.
O fogo e o caos têm inspirações.
Prometeu uma nova cabeleira dourada para Sif
E livrou -se de ser estrangulado por Thor.

Odin fez se de caolho do outro olho e nem quis saber.
Loki e Thor que se virassem.

Loki se virou. Obvio.

Foi a Svartalfheim,
o mundo dos anões,
la onde ha milhares de tuneis sob a terra,
e procurou o melhor ferreiro. Dvalin.
Encomendou-lhe uma cabeleira de ouro igual a de Sif.

A turma dos tuneis , esses elfos escuros, não iam para Midgard, a parte de cima onde bate sol.
Se os anões vissem a luz do sol, virariam pedras. Como muitos viraram e ficam nos jardins por aí afora. No mínimo perderiam a visão.
Quem vê no escuro não se acostuma em ver no claro.

Nos tuneis estão riquezas de cair o queixo.
Reino plutoniano. Ou de Hel.

Resumindo.
Loki propôs que o anão ferreiro Dvalin fizesse a tal cabeleira.
– Que ganho com isso?
– Fama.
– É pouco.
( afinal os svartalf já tinham todas as riquezas imagináveis.)
– Odin escolherá vcs como os melhores entre os melhores. Superiores a todos.

Bem. Os anões eram ambiciosos.
Serem superiores era oootimooo.

Loki explicou que queria outra cabeleira dourada p Sif. Começou a dar detalhes, mas Dvalir disse:
– Ja sei. É moleza.
Loki aproveitou p pedir outros presentes:
. Um para Odin, líder dos Aesir , outro para Frey, líder dos Vanir.
Tinha que puxar o saco dos chefões.

Odin ganhou a lança Gugnir, toda entalhada com as runas. Que quando era atirada, nunca jamais errava o alvo . Tornaria Odin invencível.

Frey ganhou um navio. Nao era qualquer navio. Até os nerds e os hipsters se encantariam.
O navio Skidbladnir
V não vai acreditar.
Era um navio i- men- so,
quando era lançado ao mar para suas expedições ( ou pirataria).
E que jamais se perderia no mar ou naufragaria.
E que, ao retornar das viagens , encolhia -se ate ficar do tamanho de uma bússola e caber em qualquer bolso.
Ou seja: Frey podia carregar seu transatlântico no bolso.

Os anões trouxeram uma boa peça de ouro para fazerem a cabeleira de Sif.
Enquanto os anões trabalhavam, um lançava runas e outro cantava encantamentos.

Pois é assim q se faz:
Runas de poder para aquilo que se queria e encantamentos para despertar a energia do ouro , a fim de que ele ganhe vida.

Coisas e pessoas ganham vida quando se foca naquilo que se quer.
E aumentam a vida e a energia magica delas quando são usadas ou valorizadas.

Se v valoriza o dom de alguém, aumenta o dom do outro e ganha a simpatia dessa pessoa.

E Loki era o rei da bajulação.

Quando ia saindo, Loki deu de cara com um anão de maus bofes.
Chamado Brokk.

Brokk estava chateaderrimo porque não tinha ganho as encomendas e , portanto, não teria a propaganda de ser o melhor dos melhores.

Concorrência sempre foi estimulante.

Loki desafiou- o a fazer algo superior.
Brokk fez uma bela braçadeira esculpida com as runas, centenas de runas, para Odin.
Tudo tinha runas, v já percebeu.

A braçadeira-anel Draupnir.
Que a cada 9 noites se reproduzia em 8 anéis iguais à Draupnir. Ou seja: uma riqueza infindável.
Ja pensou?

E fez também um presente p Frey:
Um javali dourado e gigante que poderia levar Frey, como uma Ferrari para qualquer lugar que ele quisesse sem o menor problema.
O javali dourado chamava -se Gullinbursti.

Note que:
Odin ganhou a invencibilidade da lança Gugnir e a riqueza incontável do Draupnir.

Frey ganhou 2 incríveis objetos de locomoção: o navio que funcionava como uma sanfona e lhe dava o domínio dos oceanos: Skidbladnir e o javali, que lhe dava o domínio das estradas com seu trator Gullinbursti.
Mas
E Thor?
O defensor de Asgard e marido da ,por enquanto, Sif de cabelo joãozinho.

Foi assim que Thor ganhou o martelo Mjollnir. Um enorme martelo protetor que ao ser lançado sempre voltaria às suas mãos.
Que também poderia ser dobrado e guardado no bolso, pois o cabo era curto.

Loki chegaria a Asgard com incríveis presentes e uma preciosíssima cabeleira .

E foi assim que a piada sem graça de Loki e a cabeleira de Sif deu um enorme lucro aos deuses, Que calaram a boca e deixaram Loki sossegado para outras gracinhas.

Também se pode corromper os deuses .
Afinal
eles são humanos.

Só Sif não ficou satisfeita.
Preferia seu cabelo original.
Ainda que a peruca fosse lindíssima
Era uma peruca.

Mas isso não ficou grátis para Loki.

Brokk reivindicou sua vingança.
Pois ele e Loki apostaram:
Se os presentes de Brokk fossem aceitos, Loki ainda assim levaria uma cacetada, por não ter escolhido Brokk em primeiro lugar.
Loki sabia desse risco menor, e ate aí tudo bem.

A vingança de Brokk foi costurar a boca de Loki para ele não dizer mais besteiras.
Quando as feridas sararam Loki arrancou os pontos e pode falar novamente.
Mas ficou com cicatrizes na boca até o Ragnarok
Quando tudo acabou para todos.
Enfim
Não há almoço grátis.
Odin perdeu um olho para ter as runas.
Loki ganhou cicatrizes no rosto para não ser expulso de Asgard.

Próximo capítulo:
Ragnarok

CAPÍTULO 13

Novela vikinga 13

Trapaceiros escondem seu desprezo através de sorrisos. Marotos. Como Loki.
Mas
O que seria da vida sem Loki?
Tedio?

O Caos, o Fogo
Ali há rancor.
Loki sempre será filho do Fogo
Ainda que desertor
Ou filho prodigo .
Pois mandou-se para Asgard.
Fizesse o que fizesse
Jamais seria reconhecido
Como
Um
Deles.
Deuses têm sangue azul.
Como os ET.
Isso não é para qualquer um.

A vingança tem mais pureza que o ódio, a inveja, a culpa etc.
Loki era puro.
Preferiu a vingança.
Tinha uma certa classe.
Realmente
A vingança inteligente tem mais classe que a inveja, por ex.

Loki nunca foi tolo.
Observava.
Informava-se.
Lia muitos livros para estar ao par do que os outros sabiam e não ficar para trás.
Chegava a usar óculos para fazer um charme intelectual. De grife.

A vingança é irmã da Destruição.
As Valquírias sempre souberam disso.
Há vinganças classudas.
A melhor vingança é ter sucesso pessoal na sua área de atuação.
Não é destruir pessoas ou coisas ou …

Mas
ter sucesso
Requer
Inteligência e persistência.
Foco e paciência.
Que adianta se vingar numa tolíssima explosão de raiva e viver debaixo da ponte com um cobertor de ultima categoria?

Não.

Seria burrice.
Loki nunca foi burro.
Exceto se fosse necessário fingir-se de.
Isso sim.
Ele tinha mil formas.
Sou o que sou quando quero ser – era um dos seus milhares de lemas.

Viver em Asgard era uma maravilha.
Até eu….se pudesse.

Semear discórdias
Provocar
Puxar tapetes
Descobrir as fraquezas dos Aesir e capitalizar.
Seria estimulante e divertido.
Qual era a deusa mais fraca ?

Dá um palpite v aí.

Freya.

Vaidosa. Querendo mais tesouros.
Paqueradora sofisticada.
Belíssima.
Até Odin a olhava de esguelha.
V sabe o que é olhar de esguelha?

Outra fracota era Sigyn, uma aia de Freya.
Uma deusa de 2a.categoria que acabou se casando com Loki.
Ela o venerava. Os olhos brilhavam e ficava boquiaberta.
Ele não a suportava.
Mas a aceitou e aguentou porque havia um lucro secundário.
Mas isso foi bem depois.
Casamentos com lucros secundários costumam durar.
Ninguém é ingênuo ali.

Ele gostava mesmo era de Gullveig-Heidi
Uma giganta bela e sem escrúpulos.
Da linha dos Vanir.
Grande Maga.
A Melhor.
E Maior.
Suprema.
Queria acabar com os Aesir.
Normal para uma giganta.
Tentou uma vez:
entrou em Asgard e semeou a cobiça.
Plantou a semente que anos depois levou ao Ragnarok, em conluio com Loki.

Loki babava para ela.
Ela usou- o.
Alguém foi mais esperto que o filho do fogo, dos raios e tempestades.
Guarde esse nome:
Gullveig. Heidi.
A maior de todas as feiticeiras.

Voltamos another day.

CAPÍTULO 14

Novela vikinga n. 14

Freya soube que os maiores ourives, fazedores de joias, criando colares, pulseiras, anéis
Que brilhavam como o próprio Sol
Eram os anões filhos de Ivaldi
Que viviam na terra dos elfos escuros:
Svartalfheim.

E que tinham feito, agora mesmo,
Um colar estonteante,
a própria Aurora Boreal,
Esperando para ser dependurado em algum régio pescoço.

Era uma larga gargantilha que moldava o pescoço com delicadeza
Fazendo com que se pensasse
Que o pescoço era a própria joia.

Ora
O chakra laríngeo
É o próprio chakra
Das Exibições.

Freya não resistiu.
O apego ao belo fazia -a sentir-se poderosa.
Resolveu ir sozinha
Sem testemunhas
Cruzar a planície Ida e atravessar a floresta de Metal
Para entrar na oficina daqueles grandes artesãos.

Gente!!!!
Como tinha Ooouuurooo ali dentro!!!
O calor era uma desgraça.
Pudera.
A forja dos mais hábeis ferreiros: os filhos de Ivaldi!!!!!!
Anões elfos escuros.
Que olharam para Freya e para o colar,
Claramente percebendo
Que um havia sido feito para o outro.
Só que
Não seria
Tão fácil
Assim.

O colar de Brisingamen.
A aurora boreal em ouro e âmbar. E com as runas gravadas como joias.

Eram 4 anões.
Dvalin, um dos 4 , foi negociar.
Ele disse:
– Além de belo
Esse colar tem um poder magico
Quem o usar
Jamais envelhecera nem perderá a beleza.

Irrecusável.

-Qual o preço?
– Uma noite completa de amor com cada um de nós 4. Fizemos juntos o colar. Só 4 noites ao todo.

Loki viu tudo, disfarçado de pulga.
E correu para contar para Odin, o Supremo, o Caolho, o General, o Xamã Maior.

– E porque v está me contando isso, seu verme?
– Vermes foram os 4 com quem ela transou.

Odin queria transar com Freya. Mas Frigga poderia se chatear
Então imagina como ele se sentiu..

– Traga- me esse colar! – falou duro e seco com o olho azul metálico.

– Vou tentar.
– Não tente. Vá.

Novamente disfarçado de pulga, Loki entrou no quarto de Freya enquanto ela dormia.
Conseguiu.
Saiu de mansinho. Com o colar.
Mas
Heimdall viu.
Ele via tudo, o guardião de Bifrost.
E sacou sua espada cintilante e afiadíssima, pois gravada com a runa de Tyr em varias partes.
E feitiço de Tyr não se deve desprezar.

Loki disfarçou-se de incêndio, evocando a runa Kenaz.
O colar caiu no fogo.
Mas Heimdall lançou a runa Laguz
A água.
E acabou com o fogo.
Laguz sempre vence Kenaz.

– V é um ladrão! Vou falar com Odin!
– kkkkk
– kkkkk o que?
– Foi ele quem mandou!
– Mentiroso! Liar!
– kkkkk vamos lá! Fale com ele!

A vingança é uma das melhores coisas da vida.

Heimdall levou uma carraspana de Odin.
– Cai fora!

Então:
– Cadê o colar ?
– Aqui. O que v vai fazer com ele?
– Vou pensar.

Os corvos
Huguinn e Muninn , pensamento e memória grasnaram….

Então Odin procurou Freya.
– Aqui está o seu colar.
– O que v quer em troca? Eu?
– É uma boa ideia. Mas, tem outra coisa:

Quando v quis esse colar
V assumiu a runa Fehu.
Mas Fehu não é só o desejo de riqueza e deslumbre.
Que fragilizaria seu chakra laríngeo.
Que lhe empurraria para a Luxuria.
Isso enfraquece uma deusa.
Leva à morte, à violência, ao sangue. Já conheci isso.
E caí fora.
Mas
Como a riqueza ou o desejo
São como uma faca de 2 gumes
Voy lhe dar uma misssaozinha.
– Qual, Ó Pai de Todos, Alfadhir?

– V vai espalhar o desejo e a luxuria pelos 9 mundos. Usando seu charme que até me atrai também.
Mas os outros não saberão separar como eu separo.
E haverão conflitos. E só a morte poderá satisfazer.

– Ok. E o colar?
– Tome. E jamais o tire. Brisingamen é seu. Para lembrar aos outros que:
A Deusa do Desejo tem 2 aspectos:
A bela e a megera.

Continua próxima semana.

CAPÍTULO 15
Novela vikinga n. 15

E havia Idunna. Adorada por todos. Pudera.
Idunna foi a precursora de Lancôme, Dior, Sisley, etc: tinha o dom de rejuvenescer os deuses. Por isso, eles jamais envelheciam.
– Como assim? Quero saber.
– As maçãs douradas de rejuvenescimento. Da juventude.
Um cosmético cumulativo.
Quanto mais v usa mais se vicia com o efeito maravilhoso.
No entanto, se parar de usar, é um susto.

Quando idunna se casou com o poeta, cantor, bardo, skald Braggi, ganhou de presente de casamento essas maçãs Dior.
– De quem?
– De Ivaldi, aquele anão incrível que faz joias incríveis para deuses incríveis.

Toda manhã Idunna saía com sua cesta repleta de maçãs e ia distribuindo por ordem alfabética. Assim não havia briga de lugar e todos se comportavam com muita classe, inclusive Thor.

Mas um dia….
Um dia Loki fez mais uma trapalhada.
Não vou entrar em detalhes pois a história é longa.
Resumindo:
Loki quis enganar uma águia, e deu-lhe umas boas varadas. Só que a águia o pegou de jeito e fez com que ele sofresse como se já houvesse o Ragnarok.
Para se ver livre, Loki prometeu qualquer coisa.
Qualquer coisa era entregar Idunna e suas maçãs.

Imagina!

Bem.
A águia soltou Loki e ele saiu correndo para engabelar Idunninha.
Não foi difícil.

A runa Eihwaz foi invocada para proteção, a fim de ninguém descobrir que os 2 e a cesta impagável atravessassem Bifrost – a ponte que liga Asgard a qualquer lugar.
Heimdall foi enganado, o que não é nada fácil. Também, o poder de Eihwaz, vou te contar! Se v. souber usar…. Ela oculta o que se precisa ocultar.

Sabe quem era essa águia?
Era Thiassi, um gigante de gelo disfarçado, um dos maiores caçadores, e, mais do que um simples gigante, o próprio guardião do Gelo. Que morava num palácio estupendo e inacessivel. Também era pai de Skadhi, uma beleza do gelo, que, depois, teve vida próspera.

E o que aconteceu?
Ninguém comeu sua maçã da juventude no dia seguinte.
Já pensou?!!!!

Os deuses foram perdendo seu brilho e glamour. Começavam a ter cara de quem estava acordando de uma noite super mal dormida.
O mau humor se instalou. Lógico.
Os problemas de velhice foram aparecendo e nem vou citar, basta pensar em queda de cabelo, reumatismo e, em alguns, como Thor, hemorroidas, ele que comia que nem um desgraçado.

O Caos.
Ainda resumindo:
Os deuses descobriram que Loki foi o autor da péssima brincadeira. Deuses sempre descobrem tudo. Depois.
Quiseram trucida-lo e assa-lo em pedacinhos.
Mas, Loki é Loki.
Sempre se safa. Safou-se. Prometendo recuperar Idunna rapidinho.
Freyja foi obrigada a lhe emprestar seu belíssimo manto de penas de falcão, todas costuradas com runas. Imagina que poder!.
Durante o voo, Loki não poderia lançar runas. No entanto, as runas já estavam no manto irradiando sua proteção, então, sem problemas.

Com seus feitiços, Loki conseguiu resgatar Idunna ,e sua cesta de maçãs, do palácio de Thiassi, sem que ele e Skadhi, que tinha ido pescar debaixo do gelo, percebessem. Transformaram-se me falcão.
Vruuuuummmm!!!

No entanto.
Águia voa mais depressa que falcão.
Águia vê tudo, até encara o Sol no olho, sem óculos especiais.
Águia é a rainha do céu.
Falcão é apenas o príncipe do céu..

De repente
um pontinho no céu se aproximando.
Quando estava mais perto, Loki lançou-lhe a runa Hagalaz, aquela que traz uma crise inesperada.
A águia deu uma sacudida.
Loki lançou-lhe a runa Kenaz , aquela do incêndio.
Perturbou, mas insuficiente.
Lançou, como último recurso, a runa Thurisaz, aquela que é como o martelo Mjollnir de Thor. Uma baita cacetada.
Ufa! Conseguiu!

E Thiassi, numa mistura de tempestade de Hagalaz,
seguido de tremendo incêndio de Kenaz,
finalizando com Thurisaz,
ufa! paft!

Caiu, já queimado e grogue, na muralha de Asgard.
Os deuses foram rápidos, apesar de já começando a caducar – pois sem as maçãs, ainda – e o estraçalharam com paus e pedras, já que estavam sem forças para carregar espadas e lanças.

Paft.
Foi o fim de Thiassi,
Que foi um grande caçador.
Foi a recuperação da cesta das maçãs douradas.
E Idunna feliz, reencontrando seu Braggi saudoso, que já tinha preparado uma canção e uma lenda para contar a trapalhada, bem sucedida enfim!
Ninguém quis ouvir o bardo antes de comer suas frutinhas. Primeiro o buffet, depois a música.

Tudo acabou bem.
Menos para Skadhi.
Que pensou numa compensação.
Isso fica para outro dia.

CAPÍTULO 16

Novela vikinga n 16

Skadhi , a Rainha da Neve, tinha cabelos curtos louríssimos. À la garçonne.
No seu braço tinha a runa Isa gravada.
O gelo, a neve. A beleza que esconde o perigo.
Skadhi.
Usa manto de peles de urso polar.
Usa raquetes de neve.
Usa um chicote de runas, com varios fios de encanto trançados com as runas mais assustadoras, que nem vou te dizer quais são.

Ela, a Caçadora.
Estalava o chicote de runas, que sibilava.
E quando não o usava ativamente, deslizava- o na mão como se fosse uma cobra.
Que tal?
Njord e ela não faziam o Par Perfeito . Nunca.

Skadhi não sorria.
Mas comia bastante.
Sem engordar.

*******

Loki não tinha paciência para amor.
Achava um tédio.
Também achava que Casamento era sinônimo de Discordia.
Solteiros brigam menos que casados.
Ele gostava mesmo era de ser famoso e ter liberdade.
O que nem sempre combinava: fama e liberdade.

V pode esquecer o nome de varios deuses.
Mas duvido que se esqueça de Loki.
Quando passava por Midgard
A turma lhe pedia autógrafos nos amuletos.
Para escapar dos fãs e dos paparazzi
Loki se disfarçava.

Mas achava cansativo.
Tinha vários inimigos pela Yggdrasil:
Os gigantes de gelo, em Jotunheim.
Os anões e trolls de Svartalfheim.
A turma de Muspelheim, q o achava um traidor.

Ele queria sabotar os deuses. Todos eles. Buscava chances.
Observava as emoções e fraquezas deles.
Logico que deuses também têm fraquezas. Why not?

Quais são essas fraquezas?
Fraquezas são poderosas motivações.

Ganância.
Medo.
Ciúmes.
E..
Amor.

Loki achava que amor era uma coisa sem sentido. E dolorosa. Complicada.
Que se resume em dar e receber.

*******

Mas
Para Baldur
Filho belíssimo de Odin e Frigga
( mas q Loki achava um inutil ),
Amor era a maior alegria.
Parece que vivia eternamente apaixonado.
E sem, jamais, pensar em vinganças e similares.
Traição, inclusive, não havia essa palavra em seu vocabulário ou pensamento.

******

Frey,
bonitão, rico, potente, sexy.
E arrogante.
Tinha motivos.
Por isso Loki caprichava em chateá-lo.

Odin tinha seu trono.
Que tinha um poder:
Ao sentar-se nele, podia ver tudo
nos 9 mundos da Yggdrasil.
Odin curioso de informações.

Informação não tem preço, me disse um dia um camelô de Ipanema.
Devia ser um filho de Odin.
Ou de Loki.
Ou de Exu.

Odin pagou caríssimo para ter aquele trono.
Nao deixava ninguém se aproximar.
Só Frigga.
Ali, no trono, estava amarrada com encantos, a cabeça de Mimir.
Odin costumava ir para lá e ficar sozinho,
conversando com Mimir e fazendo maquinações.
Desenvolvendo suas estratégias.

Então
Frey resolveu sentar lá quando Odin foi passear não sei aonde.

Frey se sentou.
E o que ele viu?
O que viu mudou a sua vida e a de todos em Asgard.

Segue semana q vem.

CAPÍTULO 17

Novela vikinga n 17

Pois é. O amor.

Loki não sabia o q era mais entediante: o amor ou os amantes… enfim, não era o caso dele. O dele era a rejeição q lhe estimulava a inteligência.

Os dons são estimulados pelas chateações.

Então Frey um dia estava onde não devia estar.
E mudou seu destino e o dos outros q não tinham nada a ver com isso, mas talvez tivessem, sabe-se lá o karma comunitário…

Aproveitou q Odin foi passear e sentou- se no alto do trono do Supremo.
O q viu abalou-lhe.

Gerda

Gerda filha de Gymir, aquele gigante construtor da muralha de Asgard e q não recebeu pagamento .
E q jamais esqueceu.

V pode esquecer tudo.
Maa jamais esquecerá quem lhe deve, nem q seja – não digo 1 centavo – mas 5 centavos.
E Gymir queria Freyja de pagamento. Lembra?

Bem.
Frey chamou seu servo, aio, pagem, ajudante, coringa Skirnir e disse educadamente:
– Traga- me Gerda. Quero me casar com ela. Já! Faça qualquer proposta a esse pai dela.

Ora.

Skirnir foi falar com Gymir. Lá em Utgard.
Que quase lhe bateu com a porta na cara, mas teve um laivo de sabedoria.
Pensou q podia ganhar alguma coisa. Uma compensação. O povo de pedra não gosta de dar ponto sem nó. Nem v, talvez.

– O grande e poderoso Frey quer casar com sua bela filha Gerda.
– Qual é o dote?
– V pode escolher o que quiser.
– O que meu genro declara e não declara no Imposto de renda?

Eis a lista do chefe dos Vanir:
. Tesouros incontáveis
. Uma armadura resplandecente de causar inveja ao Rei Arthur e àquele tolo do Lancelot q vivia de selfies.
. O navio Skidbladnir q pode ser guardado no bolso como um pocket de moedinhas e que pode virar um transatlântico de 15 andares.
. O javali dourado Gullinbursti, um espanto para qualquer berserker
. A espada flamejante, de ouro e prata cravejada de runas e de encantamentos poderosos, a começar pela empunhadura….so de segura- la todos os 9 mundos já tremem.

– Essa! – interrompeu Gymir, sem querer saber do resto.
– A espada de Frey, q devasta tudo e sempre retorna à sua mão?
– Essa! Tenho dito! Agora resta Gerda decidir. A ultima palvra é dela.
– Naturalmente.

Lá se foi Skirnir convencer a belissima .
Falou das qualidades de Frey:
Belo louro rico inteligente magro jovem e musculoso proprietário cheio de títulos, inclusive do Country Club e do Asgard Top Club etc, só não era vegano. Mas os gigantes também não são, e muito menos a estupenda Gerda.

Enfim. Desfiou vários elogios, a maior parte verdadeiros e comprovados.

Mas Gerda, coisa rara, era incorruptível. Ou talvez Frey não fosse seu tipo. Sabe-se se lá.
Manteve a cara impassível.

Skirnir nao podia voltar com uma negação.
P da vida rogou- lhe as piores maldições, que até fariam um druida estremecer.

Gerda nem piscou.
Skirnir já se via estraçalhado por Frey.
Suspirou:
– Bem. V decide. Além de se tornar, daqui a pouco, velha gorda balofa desdentada careca genuvalga ainda vai perder a topiaria dos jardins…
– Topiaria?
– Os jardins de Frey tem as topiarias mais invejadas.

– Tô nessa!

E assim.o casório foi marcado.

Cada qual com suas preferências. Vá saber…

CAPÍTULO 18

Novela vikinga nº 18

Frigga disse:
Está na hora de Loki se casar para tomar tenência, seja lá o q isso queira dizer.
Odin arranjou-lhe a consorte, ou com azar.

Chamava-se Sygin.
Que sempre olhava Loki , disfarçadamente ou não.
Sygin disse a Frigga q disse a Odin q ela estava interessadíssima no filho do Fogo.

Enfim.
Casaram-se.
Com Loki em estado de choque.
Fim da privacidade.
Em compensação, tortas caseiras.

Sygin era 100% doméstica.
Não sei o q ela viu nele.
Uma neurose complementar talvez.

Loki disse q ia dar umas voltas, q ele era assim mesmo e se acostumasse e foi-se!

Sygin era boa demais.
Loki apreciava quem fosse ruim demais.
Só assim haveria papo e etc.

No reino de Hel, misturado com as névoas dos sonhos, perto do rio Gunnthra, cheio de cobras, sapos e rãs, Loki respirou de alívio.
Salve o Caos!

Loki era fascinado pela feiticeira maga Gullveig Heidi, q v já conhece.
Ela vivia por ali, numa fortaleza da floresta de metal de Hel. Pacientemente esperando o Ragnarok p atacar Asgard.
Se v tem certeza de que algo que quer muito acontecerá, então, v tem paciência para esperar, mesmo sem ter celular de companhia.

Gullveig protegera-se com inúmeras runas, portanto ficara inexpugnável.
Incontravel.

Bem.
Loki encontrou a bruxa da floresta, ou Angrboda.
Não tem tu, vai tu mesmo.
Mas
Angrboda, má, perigosa, meia maluca, não era tão ruim assim. Para ele.
E gosto não se discute.

Angrboda também largara seu fogo primário, como Loki, para ver o mundo lá fora.
Que o Caos tbem pode ser monótono e lá fora ter outras coisas.

Então eram 2 bem parecidos.
Fascinantes como todos os demons.
Usava anéis nos 20 dedos: pés e mãos.
Para v ter uma ideia.
Extremamente sexy com seus olhos de brasa vermelha, v pode imaginar.

Lógico, deram-se às mil maravilhas e mais uma.
Uniram- se como humanos e em varias outras formas, conforme lhe davam na veneta. Criatividade não faltava.
Inclusive violência.
Mas Loki não era muito chegado a violência, embora apreciasse as pegadinhas.
Por isso cansou-se do quesito violência.

E voltou para Sygin e suas tortas e vestidos com lacinhos.

Sygin adorava a natureza. Vivia rodeada de todas as criaturas do bosque, de pássaros a esquilos e ratos do campo, saltitante e cantante.
Quando Loki estapeava um rato, por ex., ela dizia:
Não faça isso meu amor. Não se deve maltratar os animais. Nem mesmo os ratinhos. Sabe-se lá se um dia ele será útil!…

Mas, em q um rato pode ser útil? Vocês sabem?

Enfim.
Loki foi levando.
Não queria se divorciar e perder Asgard no seu cartão de visita.
Em compensação dava escapuludas p encontrar Angrboda e seus olhos de brasa incandescente.
Então.
Tiveram 3 filhos.

O fofo Lobinho Fenrir que ao crescer virou a desgraça de Asgard e comeu a mão de Tyr.

Hel, que foi presenteada por Odin com o reino de Hel, já q ela era uma, como dizer, mortaviva.
.
Jormungand, a serpente do mundo, que, alias, era serpento. Ou seja, serpente macho. Enormíssima.
Que causou a separação com Angrboda.
Loki de- tes- ta -va cobras de qualquer espécie, mesmo sendo seu filho.

Aí Loki voltou p Sygin.
A bem dizer, ele estava exausto de Angrboda.

Jormungand cresceu demais.
Só havia um lugar p ele.
O mar.
La ficou ele/ela, a Serpente do Mundo.
Enrolou-se do lado de fora de Midgard.
Chegou até a virar carta do Tarot: Mundo.
Que v acha uma carta bonitinha e q lhe fala de sucesso ou viagens internacionais,
Mas É uma SERPENTE, afinal de contas.

Quando Hel cresceu ninguém queria olhar para a cara dela. Pudera.
Esvaziava uma sala em 2 minutos.
Emanava uma tristeza insuportável. Como se houvessem uns 200 5 de Copas na sala – se é que v conhece o Tarot.

Imagina q ela se apaixonou por Baldur, o filho dourado de Odin e Frigga.
Não podia dar certo.
Foi essa a verdadeira razão de Odin dar- lhe um reino só dela.
Esquece meu filho e te dou um reino.
Boa proposta de Odin.
Aliciamento.
Mas Odin é Odin.
Acima de todas as leis.
O reino da Morte.
Bem.
Hel ficou satisfeita.
E nada disse além de Muchas Gracias, mas pensou: Ainda trago esse cara para mim em 3 dias.
Não foram em 3 dias.
Mas levou Baldur para Hel, num funeral de respeito, que ecoou por toda Yggdrasil.
Mas isso é outra história.

Hel também ganhou de Odin uma runa poderosíssima para ser comandada por ela.
Advinha qual.
Naudiz. O laço. Que prende.
Um agrado p Helzinha, pois um dia, quem sabe, ele poderia ir para o reino dela.
Sim.
Seus guerreiros iam para o Valhalla, um cemitério top de linha. Mas no Ragnarok só existirá um único cemitério
O reino de Hel.
Patrocinado por outra divindade.

Com Sygin Loki teve 2 filhos:
Vali e Narvi.
Mas Loki não queria nem olhar para a cara deles. Não por nada.
Mas porque não era seu temperamento: nem de marido, nem se pai.
Ele mesmo teve tremenda ausência de seus pais. Não sabia o que era isso Não foi treinado.

Ainda assim
Ser pai fez com que pensasse menos tempo em vinganças.
E até se pegasse olhando com certa ternura pelos garotos.
Mas, isso logo passa.
Odin conseguira corromper Loki.
Tornara-o menos mau.
Quem diria.
E por quê?
Porque agora
Loki
Não era
Mais sózinho.

Avante!

Fenrir, esse brutamontes, comia tudo q via pela sua frente. E correndo como Usain Bolt.

CAPÍTULO 19

Novela vikinga nº 19

O pessoal de Asgard estava numa boa. Nenhum problema.
O que leva a
Complacência
Distração
Acomodação
E
O pior de tudo:
Sem desconfiança
Portanto
Fragilidade na área de sobrevivência.

Foi ai que
Sumiu Mjollnir.
O machado/ martelo de Thor.
V nem imagina o reboliço.
(ou será rebuliço? empaquei nessa)

Foi evocada Berkano.
A runa da Visão. Que vê além, caso v não saiba.
O que a Visão viu?

Viu o gigante de gelo Thrym.
Aquele q construiu a muralha de Asgard. Aquele que tinha o tal cavalo que cruzou com a égua e daí nasceu
Sleipnir de 8 patas, 4 do pai, 4 da mãe.
Crazy Horse So crazyyyyyyy…..

Quando Odin monta Sleipnir ele pode ir a qualquer lugar, inclusive Hel. Afff
Eeehhhhwwwwaaaaazzzzz!

Perder Mjollnir não é só perder a principal arma de Asgard.
É perder a credibilidade.
Um deus foi roubado!
E logo o maior de todos os guerreiros!
Quem iria acreditar em Thor agora?

Odin mandou Loki falar com Thrym e ver como poderia negociar. E acrescentou, paternalmente, para a estupefação de Loki:
– Take care.

Loki voou com o manto de falcão de Freyja.
Thrym estava jogando Escravos de Jo jogavam caxanga.
Brincadeirinha.
Estava fazendo coleiras para cães.
Resumindo: negociaram e Thrym (parece toque de telefone) disse que devolvia se pudesse se casar com…. guess it:
Freyja. Que ele já desejava desde a tal muralha

– Outra vez? Perguntou Loki.
-Yessss.

Loki voltou correndo e deu a noticia.
Freyja negou peremptória.
– Jamais me casaria com alguém do Povo do Gelo.
– Nem para se tornar rainha coberta de diamantes eternos e capa de vison?
– Nem que a vaca tussa e comigo ela não tosse. Até porque o Povo do Gelo fede a peixe.
– E qual é o problema de feder a peixe?
Freyja nem comentou.

Thrym vivia superprotegido no seu palácio, armado com runas em volta.

Loki disse sabiamente:
– Temos que dar uma noiva a Thrym Thrym Thrym….
– Desliga o celular – resmungou Heimdall, o desafeto de Loki.
– Freyja não quer ir. – disseram o óbvio.
– Vai Thor disfarçado de noiva.
– Como assim?
– De véu e grinalda tapando a cara e cheio de joias. Quando conseguir o martelo da-lhe uma cacetada e cai fora.

Foi um aue.
Loki acrescentou:
– Não vai precisar de noite de núpcias.

Thor rosnou.
Mas foi voto vencido.
O vestido de tafetá e cheio de firulas já estava sendo preparado.

Segue próximo capítulo:
Quando Thor se travestiu de noiva usando o Brisingamen e Loki foi dama de honra.

CAPÍTULO 20

Novela vikinga nº 20:

Well. Thor se vestiu de noiva e o gigante Thrym q roubou o martelo caiu nessa.
Enquanto isso o noivo Thryyyyyymmmmmm mandou por a mesa do jantar.
Se há uma coisa que é sinônimo de Thor é:
Comida.
E hidromel para fazer descer bem.

Para encurtar.
O martelo Mjollnir que Thrym tinha surrupiado foi trazido e devolvido à falsa noiva.
Que
Imediatamente
Retirou seu disfarce
E acabou com a palhaçada.
Thor estraçalhou Thrym e a cambada.
Imagina se faria outra coisa.

Braggi o skald, o bardo
Imediatamente fez uma canção de celebração da vitoria de Thor.

Essa é a função dos bardos.

Que, logico, deturpa tudo que vê e canta como lhe interessa e a quem lhe paga.
Não acredite nas canções dos bardos. Apenas divirta-se e avante.
Não há imparcialidade .

Só é neutro quem não se interessa por nada, ou quem nao ganhou vantagem.
Neutralidade não existe.

Mas Thor não queria homenagens neste caso.
Não queria ser elogiado vestido de noiva.
Compreendemos sua posição.

Enquanto isso
Loki ficou celebre.
Ajudou a recuperar Mjollnir.
E com Thor, o titio, de grinalda.
O pessoal adorava esse filho de Odin
Não por ele ser o defensor de Asgard,
Embora isso pesasse.
Mas
Porque
Não ameaçava
Ninguém
Intelectualmente.

Ser inteligente é uma ameaça.

Mas
Tornaram-se uma boa dupla:
A inteligência e esperteza de Loki e a truculência musculosa de Thor.
Um vira-lata esperto e um labrador v sabe como.

Asgard começou a puxar o saco de Loki.

Menos seus 2 desafetos, que não lhe deram a menor bola:
Heimdallr de dentes brilhantes e a quem era dificílimo enganar
E
Skadhi que olhava Loki com seus gelados olhos azuis dourados que pareciam facas.

Odin apreciava o comportamento de todos.
Ele sabia bem que a fama era algo super instável.
Os corvos Huginn e Muninn lhe contavam todas as fofocas
e Odin fazia aquela cara de paisagem fosse la com o que fosse.
Menos
Com a cabeça de Mimir.
Aquela que lhe ensinou as Runas e lhe falou do Ragnarok e até da morte de Baldur, seu outro filho.

Mas
Loki
Com toda a esperteza
Foi
Corrompido.

A corrupção da Celebridade e da Popularidade.

Ah, como elas corrompem!…
Acreditou que merecia tratamento especial.
Acreditou que estava fora do alcance da lei.
Mostrou sua qualidade que mais se aproximava da divindade:
O Orgulho.

E foi assim que começou a queda de Loki.

Hasta la vista.